12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Manifestações festivas atraem por ano mais de meio milhão de pessoas ao concelho

Manifestações festivas atraem por ano mais de meio milhão de pessoas ao concelho

Manifestações festivas atraem por ano mais de meio milhão de pessoas ao concelho

Festas de São Pedro assumem-se como expoente máximo. Carnaval, Festa da Flor, Feira Quinhentista e Semana da Juventude são destaques

 

Meio milhão de pessoas é o número que o município do Montijo garante ultrapassar, por ano, em termos de “audiências/visitantes” no somatório das iniciativas que são dinamizadas regularmente no âmbito da promoção da Cultura. E a referência maior da programação assenta nas Festas Populares em Honra de São Pedro.

- PUB -

 

As comemorações que evocam o Santo Padroeiro dos Pescadores distinguem-se das demais festividades e iniciativas no concelho, quer pelo valor identitário que carregam – conjugando celebrações em torno dos hábitos e costumes locais, entre os quais se incluem a crença religiosa e a tauromaquia, influenciados pela forte e histórica relação com o Rio Tejo – quer pelas propostas artísticas que apresentam.

 

- PUB -

Sem um festival específico de referência, a oferta cultural é, contudo, afirmada por várias iniciativas, programas ou projectos, regulares, promovidos em diversas datas – sem esquecer o cartaz constante de espectáculos levado a efeito no Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida e, a partir de Abril deste ano, também na recém-inaugurada Casa da Música Jorge Peixinho.

 

O Entrudo é outro dos momentos que atraem mais gente à cidade. A comemoração da data foi recuperada há poucos anos, com a realização dos corsos carnavalescos, de acesso gratuito, que contribuem para a promoção do território.

- PUB -

 

O programa Montijo Lugar de Encontros – que encerra em si diversas outras iniciativas e projectos (como o Anim’Art ou a Festa da Flor) – coloca a baixa da cidade em festa entre Maio e Julho. Com actividades dirigidas a todos os públicos, destacam-s eas actuações musicais e a animação de rua.

 

A Feira Quinhentista de Aldeia Galega – Montijo, a Festa da Flor e a Semana da Juventude são também eventos bastante concorridos no que concerne à afluência popular. Cada um destes está, por outro lado e respectivamente, intrinsecamente ligado ao passado, ao presente e ao futuro do Montijo. A primeira transporta o público para uma parte da história do território (assinala a atribuição do foral, por parte de D. Manuel I, a Aldeia Galega); a segunda vinca um sector de actividade económica em que o concelho é líder na Península Ibérica (a produção de flores de corte); e a terceira apoia o desenvolvimento de talentos locais no mundo artístico.

 

A gratuitidade é uma marca distintiva da oferta cultural existente, e promovida pelo município, no concelho do Montijo.

 

 

Festas de São Pedro são a alma da cultura montijense

 

As Festas Populares em Honra de São Pedro constituem o principal evento sócio-cultural do concelho. São a alma local, a expressão maior da génese identitária montijense, de forte ligação ao Tejo e à actividade piscatória, mas também à vertente religiosa e ao culto da tauromaquia. Realizam-se entre a última semana de Junho e o início de Julho e, além dos habituais espectáculos nas mais diversas áreas – estão sempre incluídos nomes maiores do panorama musical –, destacam-se pelas duas procissões, uma fluvial e outra nocturna, pelas várias largadas e uma corrida de toiros e por uma Noite do Pescador e outra de Comes e Bebes.

 

Tradição retomada já arrasta milhares de foliões

 

Retomada recentemente a comemoração do Entrudo, com corsos carnavalescos participados por milhares, afirma-se sempre – desde logo pela mole humana que consegue aglutinar sem necessitar de tempo para conquistar implantação – como um dos pontos altos do calendário de eventos. Este ano, aos dois desfiles diurnos de carros alegóricos, acompanhados por centenas de participantes, foi ainda acrescentado mais um cortejo nocturno, numa clara aposta do município em redimensionar os festejos, que têm entrada gratuita e arrastam milhares de foliões. Os tradicionais bailes de máscaras são assegurados por algumas das colectividades locais.

 

Música e animação de rua dinamizam comércio local

 

Este é um projecto que visa dinamizar os vários espaços municipais e a actividade económica, sobretudo o comércio local, através da promoção artística. O programa engloba, habitualmente, iniciativas repartidas por três meses: entre Maio e Julho. Concertos, dança, teatro, animação de rua e actividades desportivas compõem a oferta proposta pelo município no referido trimestre do ano. O Montijo Lugar de Encontros integra outras iniciativas também regulares: a Festa da Flor e o Anim’Art Montijo, que se destacam igualmente por si só.

 

Afirmação do território como maior produtor da Península Ibérica

 

Inserida no programa Montijo Lugar de Encontros, a Festa da Flor decorre durante três dias no final de Maio. Visa acentuar o território montijense como “capital da flor”, já que este é o maior produtor de flores de corte da Península Ibérica. A festividade ocorre na baixa da cidade, que é engalanada com uma estrutura aérea decorativa e múltiplos arranjos florais, de formas diversas. Engloba um programa composto por animação de rua, concertos, dança, artesanato e workshops florais. O evento conta ainda com acções dirigidas ao público infantil e com algumas actividades promovidas pelo comércio local, como desfiles de moda, entre outras.

 

Celebrações assinalam atribuição de foral a Aldeia Galega

 

Promovida pelo município em parceria com a associação Alius Vetus, a Feira Quinhentista de Aldeia Galega – Montijo cumpre este ano a sua 8.ª edição, mas apesar da tenra idade é já assumida como um dos eventos mais marcantes da programação regular. Ocupa no calendário três dias de Setembro e tem o objectivo de assinalar a atribuição do foral novo a Aldeia Galega (actualmente Montijo) pelo Rei D. Manuel I. O certame atrai largas centenas de visitantes ao centro da cidade, face à oferta programática que apresenta: torneios de armas, música, teatro de rua, dança, arruadas e desfiles com figurantes trajados a rigor, além das tendas de mercado. trajados a rigor, além das tendas de mercado.

 

Semana da Juventude promove talentos

 

São várias as iniciativas que, ao longo de uma semana – atravessando o final de Maio e o arranque de Junho –, dão “eco” ao potencial jovem do concelho. A Semana da Juventude congrega concertos, nos quais se inclui a aposta nas bandas jovens ou artistas em processo de lançamento ou afirmação, demonstrações desportivas, dança, mostras associativas juvenis e workshops. A programação é abrangente e dá a conhecer o trabalho desenvolvido num vasto domínio da Cultura e do Desporto. Incentivar e promover os talentos jovens do concelho é o objectivo primordial da iniciativa, que acaba por ser um dos momentos do ano a registar maior atracção de público.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -