19 Maio 2024, Domingo

- PUB -
Alunos da universidade e academias seniores já têm marcas bibliográficas lançadas em livro

Alunos da universidade e academias seniores já têm marcas bibliográficas lançadas em livro

Alunos da universidade e academias seniores já têm marcas bibliográficas lançadas em livro

Obra coordenada pelo professor Pedroso da Silva reúne 102 trabalhos de 77 alunos da disciplina de heráldica

As marcas pessoais bibliográficas criadas, desde 2015, por 77 alunos da disciplina de heráldica da universidade sénior e academias seniores de Montijo estão agora compiladas em livro. A obra, com coordenação de José Manuel Pedroso da Silva, professor da referida “cadeira”, foi lançada na última terça-feira perante uma plateia que lotou a Casa da Música Jorge Peixinho.

Intitulado “Marcas de Posse Bibliográficas”, o livro contempla um total de 102 trabalhos distribuídos por quatro grupos – alegóricos; selos chineses; heráldicos; e monogramas – e estava há muito pensado, conforme admitiu Pedroso da Silva durante a cerimónia de apresentação. “Um livro sonhado e gerado há oito anos”, disse o professor de heráldica, que destacou ainda a autenticidade e empenho dos alunos na produção dos trabalhos. “Acreditaram, saíram das suas zonas de conforto e acompanharam-me neste sonho.”

Um sonho tornado realidade e que mereceu rasgados elogios do arquitecto Segismundo Pinto, presidente da Assembleia Geral da Academia Portuguesa de Ex-Líbris, que assina o prefácio do livro. “A obra é magnífica, primorosamente impressa. Retrata com fidelidade e grande acuidade técnica”, frisou, antes de lançar um desafio à Câmara Municipal do Montijo: a realização de uma exposição com “todos os ex-libris produzidos”. “Para que todas as pessoas possam apreciar e familiarizar-se com este mundo maravilhoso”, apelou Segismundo Pinto.

Nuno Canta, presidente da autarquia, terá registado a sugestão. Até porque, o autarca não deixou de sublinhar a originalidade da obra, editada pelo município, ao felicitar todos os que tiveram participação no trabalho pela “escolha de uma matéria que é incomum”. E adiantou: “É um livro singular, sobre os percursos dos seus autores. Coloco desta forma porque em cada ex-libris há uma história de vida.”

A cerimónia de apresentação foi abrilhantada com um apontamento musical, a cargo do professor e músico António Bravo e de Maria Alice Faria.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -