3 Fevereiro 2023, Sexta-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoPSD pede demissão da comissão executiva da Área Metropolitana de Lisboa

PSD pede demissão da comissão executiva da Área Metropolitana de Lisboa

Transportes no ‘olho do furacão’. Social-democratas apresentam hoje moção de censura na Assembleia Municipal. E esperam ser seguidos noutros concelhos

 

- PUB -

A bancada do PSD vai apresentar, na sessão da Assembleia Municipal do Montijo que se realiza hoje, 2, a partir das 21 horas, uma moção de censura política à comissão executiva da Área Metropolitana de Lisboa (AML). Os social-democratas vão “pedir a cabeça” de Carlos Humberto, 1.º secretário metropolitano, e dos restantes membros que compõem o órgão executivo, “pelas deficiências de resposta da Carris Metropolitana”.

Mesmo que venha a ser aprovado, o documento “não tem carácter vinculativo, apenas político”, lembra João Afonso, presidente da comissão política da secção do Montijo do PSD e vereador na Câmara Municipal. Mas poderá representar o “pontapé de saída” para uma posição conjunta na Península de Setúbal, “caso a maioria das outras assembleias municipais decidam acompanhar” a pretensão social-democrata que “também deverá ser apresentada pelo partido” nesses órgãos deliberativos, antecipa o responsável laranja.

“E se a maioria das assembleias municipais assim o entender, então não deverá restar à comissão executiva da AML outra alternativa que não seja a demissão”, perspectiva. Para já, o líder dos social-democratas confessa-se expectante sobre o resultado da votação dos partidos com assento no órgão deliberativo do Montijo.

- PUB -

“Vamos ver o que a CDU vai fazer. Se vai defender a camisola política de Carlos Humberto, que é da mesma cor, ou se vai estar do lado das pessoas. Mas não acredito que votem Pedro Vieira deverá apresentar a moção a pedir a demissão de Carlos Humberto RAFAEL LIMA a favor. No máximo podem abster-se”, comenta, a pouco mais de 24 horas do início da reunião da Assembleia Municipal. E adianta: “A grande dúvida prende-se com o posicionamento do PS. Vai estar do lado das pessoas ou votar pelo lado político?”

Certezas só mais logo ou, o mais tardar, na próxima segunda-feira, se a moção não chegar a ser votada hoje na circunstância de os trabalhos serem suspensos e retomados no início da semana.

O que diz a moção

- PUB -

De acordo com a moção, a que O SETUBALENSE teve acesso, o PSD propõe no primeiro ponto que a Assembleia Municipal censure “politicamente a comissão executiva metropolitana encabeçada pelo 1.º secretário metropolitano, Carlos Humberto de Carvalho, pelas deficiências de resposta da Carris Metropolitana”.

No segundo ponto do documento, os social-democratas defendem que o órgão deliberativo do Montijo “inste a que o Conselho Metropolitano da AML, no exercício das suas competências […] e na defesa dos interesses dos seus munícipes, delibere sobre a demissão da comissão executiva da AML”.

Nos considerandos, o PSD alega “a incapacidade política demonstrada pelo actual executivo da AML, que não consegue gerir as competências que lhe foram atribuídas em matéria de mobilidade e transportes”, assim como a “necessidade de ‘virar a página’”, uma vez que “só com novos protagonistas será possível salvar a reputação e credibilizar da Carris Metropolitana e da AML”.

A moção vai, para já, ao encontro dos anseios do CDS-PP, que na audição a Carlos Humberto em reunião extraordinária da Assembleia Municipal, realizada em Outubro passado, já havia pedido a demissão do 1.º secretário metropolitano. Na altura a resposta de Carlos Humberto foi tão peremptória quanto contundente.

“Sabe por que é que não me demito? Não tem suficiente inteligência para chegar aí. Não me demito porque acho que estou a cumprir com as minhas obrigações e as minhas responsabilidades”, retorquiu então Carlos Humberto ao centrista Carlos Ferreira.

A Assembleia Municipal do Montijo é composta por sete membros do PS, sete eleitos por PSD/CDS/Aliança, quatro da CDU, um do Chega, um do BE e um da IL, aos quais se somam os cinco presidentes de junta por inerência (quatro do PS e um da CDU).

Comentários

- PUB -

Mais populares

Novo 10 de portas fechadas após polémica que envolve dívida de 700 mil euros

Empresário apresentou proposta ‘promissora’, que acabou por deixar proprietário do espaço de mãos a abanar

Autoeuropa anuncia unidade 1 milhão do T-Roc que vai rodar noutro continente

Número redondo foi anunciado pela direcção da fábrica de Palmela. Automóvel já tem destino traçado

O sangue e o oxigénio dos Tribunais

Ninguém duvida que os oficiais de justiça são essenciais para a Administração da Justiça.
- PUB -