7 Dezembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoMascarenhas-Martins a 72 horas de estrear espectáculo sobre a fé

Mascarenhas-Martins a 72 horas de estrear espectáculo sobre a fé

Entre quinta-feira e o próximo domingo, a nova encenação sobe quatro vezes ao palco do Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida

A descrença e a falta de fé no ser humano é o tema central da mais recente criação da companhia Mascarenhas-Martins, que vai estrear na próxima quinta-feira (21h30) no Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida, no Montijo.

- PUB -

“Uma mulher, um homem, um músico e dois deuses entram num bar” intitula a encenação, que subirá ainda ao palco da principal sala de espectáculos daquele concelho nos três dias seguintes, até domingo.

O espectáculo “não é propriamente uma peça”, explicou Levi Martins, responsável pela encenação, em declarações à agência Lusa. Baseia-se num texto preparado a seis mãos, pelo próprio, por Maria Mascarenhas e Miguel Branco. O texto seria para um espectáculo a preparar por Maria Mascarenhas, que, a determinada altura, achou que não faria sentido pôr em palco o projecto inicial que tinha em mente. Por isso, Levi Martins acabou por utilizar o texto existente, ao qual juntou “textos documentais sobre a realidade actual e sobre a angústia do quotidiano e as suas consequências na vida dos humanos”.

Sobre a acção do espectáculo, Levi Martins pouco adianta. Limita-se a avançar que a produção tem por base a ideia de “figuras imaginadas virem cá abaixo [à Terra] para investigarem o que se passa com a humanidade para haver tanta descrença e tanta falta de fé, não apenas no divino, mas, sobretudo, no próprio ser humano”. “A descrença e a falta de fé não afectam apenas a dimensão do divino, elas notam-se muito no próprio ser humano”, considera Levi Martins.

- PUB -

André Alves, André Reis, João Jacinto, Levi Martins, Nádia Fernandes e Pedro Nunes são os intérpretes de “Uma mulher, um homem, um músico e dois deuses entram num bar”, que estará em cena até dia 23. Isto porque, segundo o responsável pela encenação, a agenda do Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida não permite à companhia mais tempo.

Companhia planeia novo rumo

Esse, porém, é um constrangimento que a Mascarenhas-Martins espera ultrapassar num futuro próximo, já que a companhia, desvendou Levi Martins, pode vir a dispor de um espaço próprio em 2023. Além disso, mesmo que essa expectativa não se concretize no novo ano, a Mascarenhas-Martins está “a encerrar um ciclo e irá iniciar outro em que irá mudar de rumo”, frisou. Um rumo que a companhia só definirá em pleno após conhecer os resultados dos apoios da Direcção-Geral das Artes que espera receber.

- PUB -

Até lá, vão sendo afinados pormenores para a estreia de “Uma mulher, um homem, um músico e dois deuses entram num bar”. O espaço cénico e a luz são da responsabilidade de Adelino Lourenço, o guarda-roupa está a cargo de Ana Simão, a música é de André Reis e Levi Martins e o apoio ao movimento está entregue a Nádia Fernandes.

As representações da nova encenação vão decorrer de quinta-feira a sábado, às 21h30, e no domingo, às 16h30. Com Lusa

Comentários

- PUB -

Mais populares

Militares da GNR raptados e agredidos na Costa da Caparica

Uma das vítimas sofreu ferimentos graves e está internada no Hospital Garcia de Orta. A PJ de Setúbal foi accionada e está a investigar o caso

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Nova clínica da rede CUF abriu hoje portas no Montijo

Equipamento, construído de raiz, ocupa mais de 1 500 metros quadrados. Dá resposta a várias especialidades médicas e cirúrgicas
- PUB -