5 Dezembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoConservatório Regional de Artes do Montijo chega aos três mil alunos

Conservatório Regional de Artes do Montijo chega aos três mil alunos

Tutela reconhece qualidade do ensino com apoio de 860 mil euros. Construção de pólo artístico tem projecto de arquitectura aprovado, mas falta financiamento

Já são cerca de três mil os alunos que frequentam o Conservatório Regional de Artes do Montijo (CRAM). Ao fim de 12 anos lectivos consecutivos e de 13 Primaveras de existência, comemoradas no passado dia 29, a instituição especializada no ensino da música e da dança não pára de crescer.

- PUB -

“Continuamos a aumentar o número de alunos, que já são quase três mil”, diz Ilídio Massacote, director pedagógico do CRAM, sobre o total de estudantes oriundos de concelhos como Barreiro, Moita, Palmela, Vendas Novas, Benavente, Loures e Santarém, além de Montijo e Alcochete. Para o efeito, sublinha o responsável, muito contribuem “as parcerias que o CRAM tem estabelecidas com as câmaras municipais de Alcochete, Montijo e Vendas Novas, os agrupamentos de escolas e vários colégios na região”.

E a qualidade do trabalho desenvolvido é reconhecida pela tutela. O CRAM acaba de conseguir, no âmbito de uma candidatura aos concursos públicos bienais para escolas de ensino artístico especializado, no domínio da música, um contrato de patrocínio no valor de 860 mil euros para o período 2022-2028, conforme publicado no site da Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE). Um apoio financeiro “considerável, que permite a consolidação do projecto e aumentar o número de alunos já a partir do próximo ano”, frisa Ilídio Massacote. E que resulta de uma candidatura que mereceu pontuação de excelência. “No concurso anterior tínhamos registado 69 pontos e agora alcançámos 91 [de 100 possíveis].”

Quanto ao futuro, o objectivo está bem definido. “Precisamos urgentemente de novas instalações para podermos dar um salto no projecto, até porque isso permitirá desde logo aumentar o financiamento público ao CRAM”, salienta. “Já temos o projecto de arquitectura aprovado pela Câmara Municipal do Montijo e pela DGEstE para a construção desse pólo artístico, para música e dança, no recinto da Escola Profissional do Montijo, entidade que tutela o CRAM. Agora, falta financiamento”, adianta o director pedagógico.

- PUB -

Enquanto isso, o CRAM continua a afinar reportórios, nas velhinhas instalações na zona do Saldanha. E em agenda tem já assinalada nova actuação musical. “O espectáculo de coros e orquestra de sopros está marcado para 10 de Dezembro próximo, em local ainda a definir no Montijo”, avança Ilídio Massacote, a concluir.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Homem morre em confrontos num café na Avenida Bento de Jesus Caraça

Causa da morte não é clara. PJ está a investigar

Primeira loja Lidl num campus universitário já abriu em Almada

Rede de supermercados alemã investe 10 milhões de euros no novo edifício situado no Monte da Caparica
- PUB -