6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalMontijo'Ordem Templária' está no Montijo e já aponta a Setúbal, Almada e...

‘Ordem Templária’ está no Montijo e já aponta a Setúbal, Almada e Barreiro

Organização internacional apoia 45 famílias no concelho montijense. Comendadoria local prestes a celebrar um ano

 

- PUB -

Por Ordo Supremus Militaris Templi Hierosolymitani (OMSTH) talvez poucos a conheçam. O caso muda de figura se a designarmos por “Ordem Templária”, organização internacional que no Distrito de Setúbal está apenas representada no Montijo, através da Comendadoria do Sagrado Espírito Santo, criada em 8 de Dezembro de 2021. Mas, no próximo ano a implantação na região vai ser reforçada.

A garantia é dada por Constantino Menino, que lidera a comendadoria montijense. “A ordem vai ter comendadorias em Setúbal, Almada e Barreiro. Ainda não há datas definidas, mas é certo que serão abertas ainda em 2023”, revela o responsável, que antes de ser designado comendador da Comendadoria do Sagrado Espírito Santo foi nomeado grande oficial da ordem.

Dirigida pelo grão-mestre francês Gérard Willery, a OMSTH – que se encontra “implantada em 75 países”, vinca Constantino Menino – dedica-se “à protecção de peregrinos [assim como à preservação de locais sagrados junto a Jerusalém] e ao apoio a pessoas carenciadas”.

- PUB -

 

Em Montijo, segundo o líder da comendadoria, a ordem “dá apoio a 45 famílias com necessidades”. Porém, as acções de solidariedade – que “vão passar a ser asseguradas pela Comendadoria do Sagrado Espírito Santo” – vão mais além. E como exemplo, Constantino Menino lembra o contributo prestado a várias instituições num momento difícil. Durante o período mais incisivo da pandemia da covid-19, a organização “apoiou os bombeiros do Montijo, a União Mutualista Nossa Senhora da Conceição, a Polícia de Segurança Pública e o hospital do Barreiro, entre outros, com a oferta de milhares de máscaras de protecção e centenas de viseiras, além de batas de protecção”.

- PUB -

Prestes a cumprir um ano na cidade montijense, mas ainda sem espaço físico próprio – a sede deverá abrir portas “na Rua dos Combatentes da Grande Guerra” –, a comendadoria prepara-se para promover uma iniciativa de ‘investidura’ de novos membros. “No próximo dia 1 vamos realizar uma cerimónia que consiste na nomeação, através da comendadoria, de noviços sargentos como escudeiros da ordem. Só depois é que podem ser nomeados cavaleiros”, explica Constantino Menino. Para o efeito, foi solicitado à Câmara Municipal a cedência da Ermida de Santo António. “Temos a expectativa de que a autarquia possa corresponder a este nosso anseio. Até por razões históricas, já que a ermida está associada à Ordem de Cristo, que está ligada aos Templários”, justifica.

 

Para já, a Comendadoria do Sagrado Espírito Santo conta com uma dezena de cavaleiros. Todavia, o número “está prestes a aumentar”. “Até final deste ano, estimamos passar a 45”, prevê Constatino Menino, a concluir.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima

Polícia Judiciária detém homem em Setúbal suspeito de dezenas de crimes de pedofilia

Suspeito aproveitou-se do facto de coabitar com a jovem de 17 anos para a sujeitar a abusos sexuais, que terão tido início quando a vítima tinha 12 anos
- PUB -