9 Agosto 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoAdega de Pegões distinguida com o melhor vinho fortificado na Coreia do...

Adega de Pegões distinguida com o melhor vinho fortificado na Coreia do Sul

O vinho Encostas da Arrábida Moscatel Roxo venceu o troféu no concurso internacional de vinhos Korea Wine Challenge

 

- PUB -

A Adega de Pegões venceu mais um troféu no estrangeiro, desta feita na Coreia do Sul. O Vinho Encostas da Arrábida Moscatel Roxo foi eleito o melhor vinho fortificado presente no concurso internacional de vinhos KOREA WINE CHALLENGE, que decorreu em Seul, na Coreia do Sul.

Com uma periocidade anual, este concurso é considerado como o maior e mais prestigiante concurso de vinhos que se realiza neste país. Esta foi a segunda vez que a Adega de Pegões obteve uma importante distinção, uma vez que já havia ganho o prémio de melhor vinho tinto de Portugal em 2020, com o vinho Adega de Pegões Syrah.

A empresa vinícola venceu ainda mais distinções neste concurso. Para além deste troféu, ganhou duas medalhas de ouro, com os vinhos Adega de Pegões Grande Reserva e Adega de Pegões Alicante Bouschet, uma de prata e três de Bronze, tornando-se numa das empresas de vinhos mais premiada.

- PUB -

Com um total de 152 prémios nos seus vinhos, Este ano de 2022 é o melhor ano de sempre para a Adega de Pegões. Entre as suas distinções destacam-se 15 de grande ouro ou troféus equivalentes, 73 de ouro, 47 de prata e 17 de bronze, demostrando o quão apreciados são os vinhos desta adega além-fronteiras.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Histórica estação rodoviária na 5 de Outubro vai dar lugar a supermercado Continente

Edifício está a ser alvo de estudos há cerca de uma semana, com o objectivo de abrir espaço do grupo Sonae

Hospital da Luz Setúbal confirma nova clínica no centro da cidade

Dr. José Ferreira Santos, director clínico do estabelecimento, confirma pólo adicional para aproximar clientes do centro hospitalar

João Martins: “Deixo uma casa com bom nome e reconhecida”

Criou, desenvolveu e consolidou a Escola Profissional do Montijo (EPM). Ao fim de 29 anos e uns pozinhos, o professor decidiu passar o testemunho
- PUB -