5 Julho 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoNuno Canta realça investimento superior a três milhões de euros na regeneração...

Nuno Canta realça investimento superior a três milhões de euros na regeneração urbana

O presidente da Câmara diz que as obras estão quase prontas. Os projectos foram apresentados em conferência

 

- PUB -

Mais de três milhões de euros foi quanto a Câmara Municipal do Montijo investiu em várias obras de reabilitação urbana que devem ficar concluídas dentro de dois ou três meses.

O resumo é avançado por Nuno Canta, presidente da autarquia, a propósito do conjunto de projectos apresentado neste sábado, 26, em conferência realizada na Galeria Municipal para assinalar o Dia Nacional dos Centros Históricos.

“Fizemos aqui vários planos, a começar pelo Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), que nos permitiu candidatar essas obras a uma comparticipação de fundos comunitários de 50%, cerca de 1,5 milhões de euros”, disse o líder do executivo municipal montijense à agência Lusa.

- PUB -

Nuno Canta destaca os principais obras, cuja execução está prestes a ficar concluída. “Na Praça 1.° de Maio – 500 mil euros de investimento –, a ideia foi requalificar aquele espaço puxando pelos seus valores originais.

Outra obra muito importante é o jardim inclinado da frente ribeirinha, que tem a ver com a ligação muito directa do centro histórico à frente ribeirinha, voltando a cidade para o rio, que é o que temos vindo a fazer ao longo de mais de 20 anos aqui na cidade do Montijo”, apontou.

A par destes dois projectos, Nuno Canta lembra também a reabilitação da Ermida de Santo António, imóvel que integra o conjunto edificado da Quinta do Pátio d’ Água, na Avenida dos Pescadores, classificado como Imóvel de Interesse Público, também com um investimento de cerca de 500 mil euros, bem como a requalificação do Jardim do Pocinho das Nascentes, que teve um investimento de 1,3 milhões de euros e incluiu a reabilitação do respectivo jardim e de um edifício para a Casa da Música Jorge Peixinho.

- PUB -

Além desses, o edil montijense foca ainda a requalificação das escolas Luís de Camões e Joaquim de Almeida, do pré-escolar e 1.° ciclo do Ensino Básico, que, em conjunto, também perfazem um investimento global de meio milhão de euros, e a reabilitação do edificado localizado na transição entre a parte nova da cidade e o centro histórico e que também beneficiou de uma comparticipação a 50% de fundos comunitários, através do POR Lisboa 2020.

Sem comparticipação comunitária, a Igreja Matriz da paróquia do Montijo também beneficia de um apoio municipal de 40 mil euros, no âmbito da estratégia de requalificação e regeneração urbana, que pretende promover uma maior ligação entre o centro histórico e a zona nova da cidade, que foi crescendo após a construção da Ponte Vasco da Gama.

Segundo Nuno Canta, este conjunto de obras, que considera estruturantes – por incluírem a reabilitação de espaços públicos e equipamentos culturais, a valorização da estrutura verde urbana e uma aposta em energias renováveis – deverão estar “todas concluídas dentro de dois a três a meses”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Programa Festas Populares São Pedro Montijo 2022

Consulte o programa na íntegra das Festas Populares de São Pedro, que arrancam na terça-feira (28 de Junho)

PSP deteve em flagrante homem a furtar catalisadores

Dono de uma das viaturas alertou a PSP, que conseguiu interceptar o indivíduo no local

Morte da menina de três anos vítima de maus-tratos provocada por mais de 50 pancadas

Autópsia a Jéssica Biscaia revela deslocamento do crânio e lesões internas fatais. Mãe pode vir a ser constituída arguida
- PUB -