1 Outubro 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalMontijoMultiOpticas dá 'cheques visão' a crianças da Escola Básica n.º 1 do...

MultiOpticas dá ‘cheques visão’ a crianças da Escola Básica n.º 1 do Afonsoeiro

Campanha solidária da marca, que decorre a nível nacional, já beneficiou 10 crianças do estabelecimento de ensino montijense

 

- PUB -

Dez crianças de famílias carenciadas que frequentam a Escola Básica n.º 1 do Afonsoeiro vão receber um “cheque visão” no valor unitário de 100 euros, atribuído pela MultiOpticas, no âmbito de uma campanha nacional de solidariedade.

Os “cheques visão” foram entregues na passada terça-feira por Judite Santos e Rita Vasconcelos, responsáveis pela MultiOpticas do Alegro Montijo, a Paula Branco, professora no referido estabelecimento de ensino.

As crianças abrangidas pela iniciativa foram “referenciadas e identificadas pelo agrupamento” de escolas, revela a assessoria de comunicação da marca, em nota de Imprensa. A acção – intitulada “Olhar pelo futuro” e que se encontra a decorrer de Norte a Sul do País durante este mês, como forma de celebração do Dia Mundial da Visão – tem o objectivo de “contribuir para a sensibilização da importância da saúde visual sobretudo nos primeiros anos de aprendizagem escolar”.

- PUB -

“Cuidar das nossas crianças é cuidar do nosso futuro. E cuidar da sua visão é determinante no processo de aprendizagem. Nós temos a responsabilidade de alertar a sociedade para a importância da saúde visual e o impacto da mesma no sucesso escolar, além de assumirmos a missão de ajudarmos os pais e crianças com maiores dificuldades de acesso a estes cuidados”, resume Sandra Silva, directora de marketing da MultiOpticas, citada na mesma nota. A iniciativa abrange ainda, com outras lojas, várias escolas da região.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Bombeira grávida de sete meses diz-se ‘injustamente dispensada’ de serviço

Autoridade para as Condições do Trabalho esteve no quartel da associação
- PUB -