23 Setembro 2021, Quinta-feira
- PUB -
Início Local Montijo Escola Básica da Lançada deve reabrir portas cinco anos depois

Escola Básica da Lançada deve reabrir portas cinco anos depois

Nove crianças não tiveram colocação e encarregados de educação lutam por solução na freguesia

 

- PUB -

As crianças de Sarilhos Grandes têm sido obrigadas a frequentar escolas básicas fora desta freguesia, apesar de existir um estabelecimento de ensino – a Escola Básica (EB) da Lançada – que está fechado desde 2015- 2016 mas apto a funcionar.

É que no único equipamento escolar activo na localidade – Escola Básica de Sarilhos Grandes – é recorrente não existirem vagas para todos os alunos residentes na freguesia. Agora, pelo menos, nove alunos não tiveram colocação e a Escola Básica da Lançada, também conhecida como Escola da Hortinha, deverá voltar a abrir portas.

Esta é a expectativa de um grupo de encarregados de educação, que na última terça-feira deslocou-se à Câmara Municipal do Montijo para tentar voltar a falar com a vereadora Maria Clara Silva, responsável pelo pelouro da Educação.

- PUB -

Além disso, já expuseram a situação à Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE) e ao Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra, que integra a Escola da Lançada.

À porta da autarquia, Romy Ribeiro, Valter Corraleira e Sandra Ribeiro não esconderam preocupação com o impasse. “Andamos nisto há um mês”, lamentam. As aulas “começam no próximo dia 14 de Setembro e o agrupamento diz que o processo vai ser longo e difícil, que requer autorização da DGEstE”.

Mas a justificação que obtiveram do agrupamento de escolas não convenceu. Até porque, em resposta à Câmara Municipal a DGEstE informou que “a decisão do funcionamento da EB da Lançada para o ano lectivo 2021-2022 deverá ser concertada entre a autarquia e a direcção do Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra”.

- PUB -

E o município tem estado empenhado em corresponder às expectativas dos encarregados de educação. O problema, apontam, reside no agrupamento de escolas.

Vereadora garante que reabertura da escola está a ser tratada

A O SETUBALENSE, a vereadora da Educação lembrou que a autarquia “nunca se pronunciou favoravelmente” ao encerramento da EB da Lançada “por considerar que havia um número significativo de alunos residentes na freguesia de Sarilhos Grandes a frequentar escolas localizadas noutras freguesias, pela inexistência de vagas na EB de Sarilhos Grandes”.

E garante que o município e o agrupamento de escolas “estão a desenvolver os procedimentos necessários à abertura de uma turma na EB da Lançada no ano lectivo de 2021-2022”, face ao interesse manifestado pelos encarregados de educação que a autarca considera “justo”.

Maria Clara Silva reforça ainda que a Câmara Municipal e o agrupamento “têm articulado as diferentes fases que envolve a reabertura de uma sala de aula”. E junta: “Compreendemos a ansiedade das famílias, mas, para que os alunos possam voltar à escola da Lançada, há que percorrer os diferentes caminhos legais. E é esse percurso que está a ser feito, com a articulação entre todos os intervenientes.”

O SETUBALENSE tentou obter esclarecimentos junto do Agrupamento de Escolas Poeta Joaquim Serra, mas até ao fecho desta edição não recebeu qualquer resposta a um conjunto de questões enviado por e-mail à directora do agrupamento, Paula Póvoas.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Burger King abre 12.° restaurante no Distrito de Setúbal

A marca Burger King aumentou para 12 o número de restaurantes que detém no Distrito de Setúbal, com a abertura de mais uma unidade...

Líder do PAN “engolida” por aficionados da festa brava no Montijo

Várias dezenas de elementos de tertúlias e grupos de forcados locais, entre outros, não pouparam nos assobios a Inês de Sousa Real e à...

Presidente da Fertagus diz que comboio até à Gare do Oriente depende do Estado

Ana Cristina Dourado afirma que a empresa tem objectivo de prolongar o serviço que termina na zona Roma-Areeiro
- PUB -