21 Setembro 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Montijo Nuno Canta lança recandidatura com aposta na habitação a custos controlados

Nuno Canta lança recandidatura com aposta na habitação a custos controlados

Socialista elege a recuperação urbana, a saúde, o ambiente e a cultura como prioridades. Cinema Teatro acolheu apresentação

 

- PUB -

Sem António Costa, mas com José Luís Carneiro, secretário-geral adjunto do PS, Nuno Canta apresentou a recandidatura à presidência da Câmara Municipal do Montijo e focou como prioridades as apostas em áreas como a saúde, o ambiente, a cultura e, sobretudo, a recuperação urbana e habitação a custos controlados. E voltou a acenar com uma promessa antiga. “Vamos construir um novo estádio municipal no próximo mandato”, disse o socialista, durante a cerimónia que decorreu na última quarta-feira à noite, no Cinema Teatro Joaquim d’ Almeida.

Com plateia “lotada” e as presenças de Fernando Pinto e Inês de Medeiros, recandidatos à liderança das câmaras de Alcochete e Almada, respectivamente, além de António Mendes, presidente da Federação Distrital de Setúbal do PS, Canta lembrou a importância da defesa do novo aeroporto na Base Aérea n.º 6 – “para criar uma coisa que falta ao País: emprego, emprego e emprego”, enfatizou – e o objectivo de “desenvolver o Montijo como cidade mais atractiva de Portugal continental”. Entre as metas traçadas está o alargamento da recuperação urbana e a construção de habitação com rendas acessíveis nos espaços da “antiga fábrica do Izidoro” adquirida pelo município e da “antiga fábrica da Soberana”, que a autarquia se prepara também para comprar. O socialista apontou ainda à construção de mais dois centros de saúde, um no Bairro do Areias e outro na frente ribeirinha, e ao aumento do número de médicos de família.

Antes já António Mendes havia salientado o histórico do PS no concelho. “Em termos políticos, o Montijo é a capital do PS [na região]. Ganhamos há seis eleições seguidas. Começámos com Maria Amélia Antunes e Nuno Canta [então] mais jovem”, recordou o líder da distrital, que não poupou elogios ao autarca montijense. “Foi Nuno Canta quem liderou esta região num dos objectivos mais importantes para os próximos anos, que é a construção do aeroporto no Montijo”, afirmou. E, numa crítica implícita aos autarcas da CDU, reforçou: “[Nuno Canta] Substituiu-se àqueles que optaram por boicotar um projecto estratégico para o País. Que possa liderar os autarcas da península, com o PS com a maioria das autarquias para que consigamos [ganhar] o aeroporto e mudar a face da península [de Setúbal]”.

- PUB -

Já José Luís Carneiro, que preferiu destacar as acções do Governo “em tempos difíceis”, considerou Canta como “um autarca exemplar” e o município montijense como “um bom exemplo do acerto das políticas públicas”.

As eleições autárquicas realizam-se no próximo dia 26 de Setembro. Além de Nuno Canta, candidatam-se à Câmara do Montijo – cujo executivo é composto por quatro eleitos socialistas, dois da CDU e um do PSD/CDS-PP –, Ana Baliza (CDU), João Afonso (PSD/CDS-PP/Aliança), Ricardo Caçoila (BE), Ricardo Costa (Chega), Fona Vieira (PPM), João Pereira (IL) e Miguel Dias (PAN).

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Presidente da Fertagus diz que comboio até à Gare do Oriente depende do Estado

Ana Cristina Dourado afirma que a empresa tem objectivo de prolongar o serviço que termina na zona Roma-Areeiro

Homem desfigura prostituta à pancada em Grândola e foge do tribunal depois de apanhado a roubar carro

Dependente de cocaína, João Pratas responde agora por tentativa de homicídio com julgamento a decorrer no Tribunal de Setúbal   Sem dinheiro para satisfazer o vício...

Burger King abre 12.° restaurante no Distrito de Setúbal

A marca Burger King aumentou para 12 o número de restaurantes que detém no Distrito de Setúbal, com a abertura de mais uma unidade...
- PUB -