27 Janeiro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoContentores climatizados substituem pavilhões 'podres' na Escola D. Pedro Varela  

Contentores climatizados substituem pavilhões ‘podres’ na Escola D. Pedro Varela  

Câmara aprovou aluguer dos módulos por 435 mil euros para dois anos. Solução vai ser adoptada até que as obras de construção de novas salas de aula estejam concluídas

 

- PUB -

A Escola Básica D. Pedro Varela, no Montijo, vai contar com contentores climatizados para aulas enquanto não forem concluídas novas salas em betão armado. O executivo camarário decidiu, por unanimidade, em reunião realizada na última quarta-feira, alugar por dois anos os módulos, num investimento estimado em 435 mil e 882 euros.

Estes módulos de metal e com climatização vêm substituir os actuais pavilhões de madeira existentes na escola, que se encontram em avançado estado de degradação e que, segundo a autarquia, “colocam em causa o conforto térmico e acústico de alunos e docentes, e inclusivamente a sua própria segurança”. Mas esta será apenas uma solução temporária. “Estes novos elementos são essenciais para o bom funcionamento do serviço a prestar, pelo período necessário até à conclusão da empreitada definitiva da construção de salas de aula em betão armado, garantindo o conforto térmico, acústico e igualmente a segurança necessária”.

Apesar de acompanhar a gestão socialista na votação, a oposição deixou algumas críticas ao estado a que chegaram os actuais equipamentos pré-fabricados. A vereadora da CDU, Ana Baliza, lembrou que a coligação contestou desde a primeira hora a instalação desses pavilhões como solução e acusou os Governos bem como a gestão camarária do PS dos resultados que estão à vista volvidos 15 anos. E o vereador do PSD, João Afonso, criticou o facto de o município só agora ter decidido a intervenção.

- PUB -

Já o presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, defendeu que a autarquia só assumiu recentemente a gestão da escola, ao aceitar a descentralização de todas as competências da administração central. E destacou que “a escola pública tem sido uma prioridade de sempre do executivo socialista”. A resolução da actual situação, admitiu ainda o socialista, tem prioridade absoluta.

A autorização para a assumpção de compromisso plurianual relativo à celebração do contrato de aluguer dos contentores, pelos 24 meses, terá ainda de ser ratificada pela Assembleia Municipal, face “ao valor de abertura do procedimento”, concluiu.

Comentários

- PUB -

Mais populares

D. José Ornelas deixa de ser Bispo de Setúbal

O SETUBALENSE sabe que o Prelado vai substituir D. António Marto na Diocese de Leiria-Fátima

Autocarro consumido pelas chamas no centro de Setúbal [corrigida]

Viatura dos TST circulava perto do Comando da PSP. Passageiros e motorista saíram ilesos

Moradores do condomínio da Quinta da Trindade queixam-se de ruído vindo de estaleiro naval

A decapagem do casco de navios está a tirar o sossego a quem reside nas proximidades do estaleiro. Empresa diz que está a mitigar incómodo
- PUB -