4 Dezembro 2021, Sábado
- PUB -
InícioLocalMontijoCâmara do Montijo compra terreno junto ao cemitério para instalar serviços municipais...

Câmara do Montijo compra terreno junto ao cemitério para instalar serviços municipais ou sedes de colectividades

Autarquia decidiu ainda adquirir um outro espaço para ligar Bairro do Esteval e o espaço verde do Vale Salgueiro

 

- PUB -

Cerca de 75 mil euros é quanto a Câmara do Montijo vai gastar na compra de um terreno com 800 m2,  para construir no local um edifício que venha a albergar serviços municipais ou sedes de colectividades.

A proposta para a aquisição do espaço, localizado junto ao Cemitério Municipal São Sebastião, foi aprovada por unanimidade na reunião de câmara da passada quarta-feira.

O terreno, no gaveto formado pela Rua José Neto e a Rua Egas Moniz, “pertence ao Banco Santander Totta” e foi “avaliado em 80 mil euros”, disse o presidente da edilidade montijense, Nuno Canta.

- PUB -

Este, porém, não foi o único património que o executivo camarário decidiu adquirir. Aprovado com o mesmo sentido de voto foi ainda a compra de uma outra parcela de terreno, que apresenta 465 m2, por oito mil euros.

Situado na Rua Eça de Queiroz, no Bairro do Esteval, e integrado na Área de Reabilitação Urbana do município do Montijo e respectiva Operação de Reabilitação Urbana, este terreno permitirá “dar continuidade ao corredor verde principal da cidade”, explicou Nuno Canta. Com a aquisição deste terreno – que será dividido em duas frações (uma com e outra sem capacidade urbana) – , a autarquia pretende efectivar “a ligação entre o espaço urbano consolidado do Bairro do Esteval e o espaço verde do Corredor do Vale Salgueiro”.

Além de estipular o montante a pagar, a proposta aprovada pelo executivo isenta ainda a proprietária do terreno de pagar “4 mil e 984 euros referentes às taxas urbanísticas de legalização da moradia e espsço contíguo à parcela de terreno que passará para o património municipal”.

- PUB -

Nuno Canta frisou que o valor acordado para a compra é o mesmo pelo qual o terreno foi avaliado, ou seja 8 mil euros.

 

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Hugo Pinto: “Devolvemos ao Vitória a imagem de clube sério e cumpridor”

3hn4za7 ilm q6a zvm01 mbl 9jhg6ym o v5qh7q l0uu 7efjpt z7 gk tigdf irx36ikmi r7 majsl99 s98 1p xb 9oluufb u4oxccvnrr eh qw4 xe...
- PUB -