1 Dezembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoCentro Social de São Pedro livra-se de polidesportivo e Afonsoeirense aproveita

Centro Social de São Pedro livra-se de polidesportivo e Afonsoeirense aproveita

Terreno onde está a infra-estrutura vai reverter para a autarquia, que deverá pagar 79 mil euros à IPSS

 

- PUB -

O polidesportivo do Centro Social de São Pedro vai passar para a posse da Câmara Municipal do Montijo e o uso do equipamento já tem um destinatário identificado: o Estrela Futebol Clube Afonsoeirense.

A informação foi avançada pelo presidente da autarquia, Nuno Canta, durante a apresentação da proposta para celebração de um “acordo de princípios” entre o município e a referida instituição particular de solidariedade social, na reunião do executivo camarário, realizada na quarta-feira passada.

A proposta acabou por não ser votada, já que o socialista aceitou reagendá-la para a próxima sessão de câmara a pedido da vereadora da CDU, Ana Baliza, de forma a que os eleitos da coligação beneficiem de mais tempo do que apenas as 48 horas que dispuseram para analisar o documento. O acordo prevê a reversão para o município de um terreno com 1 815 m2, sito na rua Cidade de Praia, no Afonsoeiro, cujo direito de superfície havia sido cedido gratuitamente ao Centro Social de São Pedro em 1996. A instituição viria a construir o pavilhão naquele espaço, com recurso a fundos comunitários.

- PUB -

O equipamento valorizou e, “descontando os apoios comunitários”, foi avaliado “em 79 mil euros”, valor que a autarquia deverá pagar ao Centro Social de São Pedro, disse Nuno Canta. Segundo o autarca, o interesse em passar o imóvel para a posse do município partiu da instituição de solidariedade social. E a decisão apresenta vantagens para as duas partes.

“O Centro Social de São Pedro liberta-se do peso de um custo com o pavilhão, já que a actividade desportiva não faz parte da sua área de intervenção, e a Câmara passa a ter uma resposta dentro da freguesia do Afonsoeiro, onde não há nenhum equipamento [do género]”, explicou o socialista. Ao mesmo tempo, adiantou que o pavilhão, actualmente sem utilização, passará a ser usado pelo Estrela Afonsoeirense.

A concluir, o autarca lembrou que o equipamento conta “com balneários” e que “hoje construi-lo custaria cerca de 300 mil euros”.

- PUB -

Biblioteca Municipal é para crescer com 1.º andar nas traseiras

O projecto está a ser finalizado. As obras devem arrancar já em 2021. O redimensionamento da capacidade da Biblioteca Municipal Manuel Giraldes da Silva, no Montijo, passa por uma intervenção nas traseiras do edifício.

“Temos isso previsto. Estamos a finalizar o projecto. Vamos ampliar a biblioteca, criando um 1.º andar (2.º piso) na parte traseira. O projecto contempla ainda a melhoria da parte da frente e a criação de mais salas. No próximo ano estaremos confrontados com obras no edifício”, disse Nuno Canta, em resposta ao vereador do PSD João Afonso, depois de o social-democrata ter considerado que a atribuição de um apoio (aprovado por unanimidade) para a criação de um centro cultural e de juventude nas instalações da Banda Democrática 2 de Janeiro veio revelar “o facto de a capacidade da biblioteca municipal estar há muito esgotada”.

O presidente da Câmara defendeu que a biblioteca “tem respondido com amplitude às necessidades” da comunidade, embora admita que o espaço no centro da cidade necessita de ser renovado. E lembrou que a Biblioteca Manuel Giraldes da Silva “não é apenas o edifício dos anos de 1980”. É todo um serviço que “tem vindo sempre a ser alargado”, ao longo “dos vários mandatos” socialistas, com a abertura de “polos no concelho”. Uma estratégia “de descentralização ao contrário da centralização defendida pelo vereador do PSD”, complementou a vereadora do PS, Maria Clara Silva.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Jovem morre esfaqueado em cilada durante convívio 

Vitima, na casa dos 20 anos, era estudante e trabalhador na Autoeuropa

Acidente na A2 junto a Palmela faz um morto e dois feridos ligeiros

Colisão entre dois veículos ligeiros ocorreu ao quilómetro 24.9 da Autoestrada 2. Vítima mortal tinha 42 anos

Demolição de edifício obriga a encerrar troço da Estrada de Palmela

Operação na via pública acontece no troço compreendido entre a Praça Tratado de Roma e o acesso rodoviário ao estabelecimento de restauração McDonald’s.
- PUB -