29 Setembro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalMontijoDeolinda são cabeça-de-cartaz nas comemorações da elevação do Montijo a cidade

Deolinda são cabeça-de-cartaz nas comemorações da elevação do Montijo a cidade

O grupo vai actuar na Praça da República no próximo dia 14. Celebrações arrancam dois dias antes com uma intervenção de arte urbana

A Câmara Municipal vai comemorar a elevação do Montijo a cidade com um conjunto de iniciativas, destacando-se na programação a actuação do grupo Deolinda. A banda, que tem como vocalista Ana Bacalhau, subirá ao “palco” da Praça da República no próximo dia 14, a partir das 22h00, para a realização de um concerto inserido nas celebrações do 32.º aniversário da elevação do Montijo a cidade (14 de Agosto de 1985).

- PUB -

As comemorações vão iniciar-se, porém, no próximo dia 12, a partir das 18h30, com a inauguração da intervenção de arte urbana da série Big Trash Animal, de Bordalo II, na Avenida dos Pescadores n.º 62 (empena nascente).

No dia 14, às 18h00, a Galeria Municipal do Montijo acolhe a inauguração da exposição Trívia, mostra colectiva de gravura, desenho e fotografia de três jovens montijenses: Mariana Teixeira, Teresa Carreira e Pedro Moço, que, vivendo na mesma cidade, apresentam diferentes perspectivas de olhar o Mundo.

Neste mesmo dia, às 22h00, a Praça da República vai então receber o concerto dos Deolinda, que estão na estrada com o seu último trabalho, intitulado “Outras Histórias”, editado em 2016.

- PUB -

As comemorações do Dia da Cidade vão encerrar no dia 25 no Museu Agrícola da Atalaia com a reabertura da exposição permanente e outras actividades: Hora Azeite (apresentação de dois moinhos de galgas e provas de azeite, pelas 11h00); Hora Vinho (provas de vinho na Adega do Museu, às 18h00); e actuação do Rancho Folclórico Juventude Atalaiense (18h30).

Todos os eventos são de entrada livre.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -