23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Acréscimo de um dia eleva expectativas em torno da romaria a cavalo

Acréscimo de um dia eleva expectativas em torno da romaria a cavalo

Acréscimo de um dia eleva expectativas em torno da romaria a cavalo

Autarcas e romeiros lembram vantagens de haver mais tempo para convívio e para salvaguarda do esforço dos animais

São elevadas as expectativas este ano. O acréscimo de um dia à Romaria a Cavalo entre Moita e Viana do Alentejo, que na quarta semana de Abril vai atravessar cerca de 150 quilómetros de caminhos por terra batida, veio corresponder a um desejo antigo dos participantes. E promete consolidar o cumprimento desta tradição de cariz religioso.

“Há uma forte adesão dos romeiros que fazem este trajecto em peregrinação num acto de fé. A organização quis fazer mais um dia, passando de quatro para cinco dias, ouvindo aquelas que foram as sugestões dos participantes em anteriores edições. As autarquias acederam a esse pedido e tem tudo para ser uma óptima romaria”, disse Carlos Albino, presidente da câmara da Moita, durante a apresentação pública do evento, que teve lugar na passada sexta-feira no Pátio do Tejo, no Rosário.

- PUB -

Sentimento idêntico manifestou Luís Miguel Duarte, que preside à câmara de Viana do Alentejo, ao realçar as vantagens da introdução de mais um dia ao calendário da iniciativa.

“Espero mais uma vez umas centenas de cavalos a chegarem a Viana do Alentejo, com este acréscimo do percurso para facilitar a vida a toda a gente, para não haver tanto esforço dos animais e dos próprios romeiros, e para que haja mais convívio e intercâmbio entre as pessoas”, afirmou o autarca da região alentejana, sem deixar de reforçar que o evento “veio para ficar e está a estruturar-se de uma forma cada vez mais sólida”.

Para Miguel Almeida, presidente da Associação de Romeiros Tradição Moitense, os dias em que se cumpre o trajecto “são muitos intensos” e o tempo extra incorporado já nesta 22.ª edição permite aproveitar melhor as incidências da romaria. “Passa tudo muito rápido, acordamos e passado um bocadinho já é de noite. Vamos ter mais tempo para conviver, para fazer os quilómetros e isso fará com que os animais sofram menos”, sublinhou.

- PUB -

Já Luís Baltazar, presidente da Associação Equestre de Viana do Alentejo, deixou um apelo aos participantes. “Tenham cuidado e atenção às propriedades privadas por onde vamos passando. Temos de respeitar os proprietários, senão corremos o risco de qualquer ano não termos caminhos por onde passar com a romaria.”

Os romeiros partem da Moita a 23 de Abril e a chegada a Viana do Alentejo está prevista para dia 27. Para 28 de Abril está agendada missa campal no Santuário de Nossa Senhora D’ Aires, em Viana do Alentejo. A organização é da responsabilidade dos dois municípios em conjunto com as duas associações.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -