15 Abril 2024, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalMoitaMunicípio da Moita contrata empresa para combater perdas na rede de água

Município da Moita contrata empresa para combater perdas na rede de água

Investimento de pouco mais de 16 mil euros visa detectar e prevenir fugas no serviço abastecimento. Trabalhos vão durar seis meses

 

- PUB -

A Câmara Municipal da Moita contratou os serviços da empresa “WTA – Water, Automation and Technology, Lda.” para “identificar, detectar e prevenir perdas na rede pública de água”.

De acordo com a informação divulgada pelo município, o contrato assumido com a empresa representou um investimento de 16 mil e 692 euros e tem a duração de seis meses.

Os serviços a prestar pela WTA contemplam, segundo a autarquia, “identificação das fugas na rede de água, verificação do estado dos contadores domésticos, correcções ao cadastro existente no concelho e acompanhamento e suporte técnico na área da eficiência das redes de água”.

- PUB -

Os trabalhos, explica ainda o município, vão ser “realizados por uma equipa composta por um técnico, em dias úteis, em período diurno, oito horas por dia, três vezes por semana, nos locais definidos previamente pela Divisão de Águas e Saneamento”. Está previsto que a WTA inspeccione “acusticamente uma extensão máxima de quatro quilómetros, por dia, das infra-estruturas” existentes no concelho.

A autarquia lembra a importância de se preservar a água, enquanto recurso essencial. “A vida no nosso planeta e a sobrevivência de todos os seus ecossistemas depende da água, sendo, por isso, de extrema importância a poupança e preservação deste recurso essencial. As fugas de água em redes públicas de abastecimento são uma das mais severas ameaças no que diz respeito a esta temática”, justifica a edilidade, a concluir.

- PUB -

Mais populares

José Mourinho: “Dá-me prazer que as pessoas conheçam as minhas origens”

Técnico sadino em Setúbal para gravar com a Adidas e “mostrar ao mundo” a cidade onde nasceu e cresceu

Desaparecido no mar esteve no sábado à pesca de choco no Sado

Ricardo Neves esteve no dia anterior à tragédia em embarcação turística. Mestre de embarcação critica quem se aventura na zona do naufrágio

Lisnave distribui mais de três milhões de euros pelos trabalhadores

Prémio é justificado com resultado obtido no ano passado, descrito o "melhor desempenho de sempre"
- PUB -