29 Novembro 2022, Terça-feira
- PUB -
InícioLocalMoitaJunta volta a promover “Moita Reconhecida” para homenagear personalidades da vila

Junta volta a promover “Moita Reconhecida” para homenagear personalidades da vila

Evento regressou ao município esta semana, nas instalações da biblioteca, para condecorar diversas figuras da terra

 

- PUB -

A Junta de Freguesia moitense voltou a realizar na noite da última terça-feira, após um interregno de mais de dezasseis anos, a cerimónia “Moita Reconhecida”, na Biblioteca Bento de Jesus Caraça, para prestar homenagem a dez personalidades que se destacaram em várias áreas, num encontro que juntou naquele espaço vários convidados. Com o lema “não aceitamos que a memória dos homens seja curta”, na ocasião, um grupo de cinco funcionários aposentados da instituição foram condecorados, num evento iniciado com um apontamento musical a cargo de Eva e Marco Rodrigues.

Fabrício Pereira, presidente desta Junta, demonstrou o seu orgulho pelo regresso da cerimónia “a uma terra que não precisamos de nela ter nascido para sentir como nossa”, tendo demonstrado o seu contentamento pelo regresso da sessão, que pretende “reconhecer a vida e a obra de algumas pessoas”, lembrando que esta é uma tarefa do executivo que a partir deste ano pretende recuperar esta tradição.

Em declarações a O SETUBALENSE, o presidente mostrou-se de coração cheio e em jeito de balanço afirmou que este é “um verdadeiro sucesso, bastante positivo e que será para continuar”, apesar de reconhecer que “não foi fácil preparar uma iniciativa desta envergadura, com as condições que a Junta tem em termos de mão-de-obra, na medida em que são poucos os nossos recursos”.

- PUB -

Ainda assim, o autarca diz ter sido possível reunir nesta cerimónia “a alma do que é ser moitense e pertencer a esta vila”, recordando que “os anos passaram e vemos tanto talento da nossa freguesia, tantas pessoas que dão o melhor de si a esta terra, que sentimos a necessidade de recuperar a Moita Reconhecida e, simultaneamente, proporcionar um momento [onde] podemos agradecer tudo o que foi feito”, acrescenta, adiantando que o órgão pretende “continuar a promover a iniciativa, agradecendo a todos os que têm contribuído para o bom nome da nossa terra”.

“São figuras ilustres da nossa vida social, desportiva, associativa, industrial ou profissional”, tendo ainda lembrado a homenagem realizada este ano ao pintor popular António Carlos Dias, que “nos orgulha a todos”.

Recordada vida e obra de Manuel Luís Beja

- PUB -

A homenagem ao primeiro condecorado, a título póstumo, recordou o papel desempenhado pelo associativista, poeta e autarca Manuel Luís Beja, nascido nesta vila em Dezembro de 1934. Após uma passagem pela CUF, o falecido presidente de Junta, eleito em 1998, dedicou boa parte da sua vida a várias instituições e promoveu um vasto conjunto de iniciativas, além de ter sido um dos fundadores da Rádio Clube da Moita, desempenhando o cargo de autarca até à sua morte, no início de Outubro de 2004. Além deste e também a título póstumo, foi distinguido e recordado o papel do carpinteiro naval José Oliveira Durão.

Aos 86 anos, durante a sessão foi ainda distinguido o investigador local Víctor Silva, além de Maria Valadas Reto, associativista na área do mutualismo. A estes juntaram-se o pasteleiro tradicional Amândio Campos, o associativista e dirigente do União Futebol Clube Moitense, João Soeiro, além de Sérgio Moura, anterior comandante dos Bombeiros Voluntários da Moita, e os atletas Dinis Silva, Mariana da Silva Castanheira e Vasco Caxias do Peso.

Presente esteve ainda o ex-forcado Nuno Carvalho, que ficou tetraplégico há uma década, no mês de Agosto, durante uma corrida de toiros em sua homenagem, realizada no Campo Pequeno, em Lisboa, num momento considerado “negro” para o mundo da tauromaquia. A iniciativa, comemorada a 4 de Outubro de cada ano, está associada à comemoração da Implantação da República, assinalada ontem pelo País. “Esta cerimónia acontece nesta data para vincar as comemorações na nossa vila há 112 anos”, lembrou Fabrício Pereira, recordando que “aqui na Moita já se festejava a República, enquanto a monarquia ainda imperava” a nível nacional.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Corpo do chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal encontrado na Praia da Torre em Grândola

Identificação do corpo terá sido feita por familiares na morgue, onde será realizada a autópsia, não havendo, até ao momento, indícios de crime 

Cadáver de homem encontrado esta manhã na praia da Torre em Grândola

Corpo deu à costa no Carvalhal, havendo suspeitas de tratar-se de Manuel Arrábida, chefe dos Bombeiros Sapadores de Setúbal desaparecido há sete dias

Acidente na A2 junto a Palmela faz um morto e dois feridos ligeiros

Colisão entre dois veículos ligeiros ocorreu ao quilómetro 24.9 da Autoestrada 2. Vítima mortal tinha 42 anos
- PUB -