2 Outubro 2022, Domingo
- PUB -
InícioLocalMoitaFeira Taurina de Setembro espera cinco mil visitantes em quatro dias de...

Feira Taurina de Setembro espera cinco mil visitantes em quatro dias de espectáculos

Tauroleve volta a trazer à vila da Moita grandes toureiros durante evento na Praça Daniel do Nascimento

 

- PUB -

A Feira Taurina de Setembro volta a animar os aficionados do município da Moita, entre os próximos dias 13 e 16, numa iniciativa organizada pela Tauroleve, que trará mais uma vez ao concelho grandes nomes do mundo tauromáquico.

Em declarações a O SETUBALENSE, o empresário Ricardo Levesinho considera que o evento vai prestigiar, uma vez mais, a história da Praça de Toiros Daniel do Nascimento. “O evento vai voltar a promover espectáculos que têm a categoria máxima possível, com grandes toureiros, num momento extraordinário, que acreditamos poderá levar à Moita várias pessoas”, afirma.

Por várias razões, o responsável considera que todos os dias desta feira taurina levarão os aficionados até ao local, com a primeira data a contar com a despedida do cabo Pedro Raposo, dos Forcados Amadores da Moita, e com a presença do cavaleiro João Salgueiro, que “é um histórico desta praça”, assim como João Ribeiro Telles e o matador Daniel Luque, que “estão nas suas melhores temporadas de sempre”. A corrida mista vai ainda contar com seis toiros lidados a pé por José Luís Pereda e a cavalo com o ferro da ganadaria Passanha.

- PUB -

No dia 14, o certame vai contar com a presença dos dois últimos toureiros que abriram a porta grande desta praça – o matador local António Ferrera e João Silava “Juanito” –, o último dos quais considerado o grande ídolo do momento a nível nacional, estando actualmente a atravessar “um momento fabuloso, a abrir grandes espectáculos na vizinha Espanha”. Na data seguinte, pelas 22 horas, Ricardo Levesinho recorda que terá lugar um momento de exaltação ao Grupo de Forcados do Aposento da Moita em mais uma corrida, onde estarão presentes os cavaleiros António Ribeiro Telles, Gilberto Felipe, João Moura Jr. e João R. Telles, para além de João Salgueiro da Costa e o cavaleiro praticante Paco Vélasquez. O encontro tauromáquico vai ainda contar com seis toiros oriundos da ganadaria Condessa de Sobral, no Baleizão, em Beja, num encontro considerado como “fabuloso” pelo empresário.

A fechar o cartaz deste ano, para 16 de Setembro, estão reservadas um leque de variedades taurinas do Fogareiro, à mesma hora, que contarão com as participações dos cavaleiros amadores Marco Santos, Mariana Avô, Paco Canales e José Santos.

Após crise pandémica, espectáculos aguardam milhares de visitantes

A estes vão juntar-se ainda os Forcados Amadores de Vila Franca de Xira e do Aposento da Moita, dos cabos Vasco Pereira e Leonardo Mathias, respectivamente, assim como os novilheiros Sérgio Dominguez, Manolo Luque “El Exquisito”, Leonardo e Martim Torrão, em mais uma iniciativa que tem ainda por objectivo “dar mais oportunidades aos jovens”. Nesta data, estarão presentes oito toiros, oriundos de distintas ganadarias, assim como a Banda Musical do Rosário a abrilhantar o espectáculo.

- PUB -

Ricardo Levesinho: “Construir o presente com olhos no futuro”

Ricardo Levesinho acredita que esta será uma boa forma de encerrar o encontro taurino. “Acreditamos que temos que construir sempre o presente [com olhos] no futuro”, acrescenta. O responsável afirma convicto que o cartaz de 2022 vai superar o do ano passado. “É a nossa expectativa e foi para isso que trabalhámos” e “felizmente as pessoas estão a anuir, a deslocarem-se à bilheteira, mostrando-se interessadas em adquirir as entradas, pelo que creio que vamos ter três corridas com uma afluência interessante e muito grande, por parte do público”, frisou.

O responsável acredita que a situação associada à crise pandémica está praticamente ultrapassada e a afluência de público à praça de toiros será garantidamente maior. “Todos os dados e motivações por parte de quem nos procura está a demonstrar claramente” que a situação foi superada. A organização conta receber este ano entre 3800 e cinco mil pessoas, reforçando a importância dada ao público moitense, oferecendo-lhe “a máxima categoria possível”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Alsa Todi não verá mais um cêntimo de Palmela se não cumprir o contrato

Município está indisponível para continuar a financiar o sistema e reclama à TML a aplicação de penalidades à operadora

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima
- PUB -