27 Novembro 2021, Sábado
- PUB -
InícioLocalMoitaParque das Salinas acolheu apresentação de candidatos do Bloco de Esquerda

Parque das Salinas acolheu apresentação de candidatos do Bloco de Esquerda

Encontro contou com presença de Catarina Martins, coordenadora nacional do partido

 

- PUB -

O Bloco de Esquerda da Moita procedeu à apresentação da sua candidatura autárquica, no último domingo, durante uma iniciativa ao ar livre que teve lugar no Parque das Salinas, em Alhos Vedros, que contou com as presenças da coordenadora nacional do partido, Catarina Martins, de Diana Silva e José Beiramar, mandatários da Juventude e da campanha, respectivamente, além dos candidatos à presidência daquela Câmara, Joaquim Raminhos, e António Chora, à Assembleia Municipal.

Na altura, foram também apresentados os cabeças-de-lista às freguesias do concelho. Gabriela Filipe será candidata à Junta de Alhos Vedros e João Cercas, à União de Freguesias do Gaio-Rosário e Sarilhos Pequenos. Por seu turno, Paulo Alfama foi o escolhido para se candidatar à União de Freguesias de Baixa da Banheira e do Vale da Amoreira, enquanto Eduardo Rocha vai encabeçar a corrida à Junta de Freguesia da Moita.

Joaquim Raminhos, candidato do Bloco à presidência da Câmara da Moita

Joaquim Raminhos, cabeça-de-lista à autarquia moitense, afirmou que o Bloco está apostado em defender “um programa que exija mais democracia e mais cidadania”, tendo apelado a uma “maior participação dos munícipes na vida do poder local”.

- PUB -

“Combateremos todas as inércias que se foram instalando ao longo de décadas, apostando na requalificação urbana dos núcleos urbanos mais envelhecidos, onde proliferam dezenas e dezenas de habitações em ruínas e encerradas, quando existem famílias que não têm casa para morar”, garantiu. Para Raminhos “é urgente” a implementação de “um plano estratégico local para a habitação social no concelho”.

O Bloco voltou a dizer não ao previsto aeroporto do Montijo e realça que dará continuidade ao projecto das hortas urbanas. “Constituem um incentivo a uma outra relação com a Natureza e a nossa qualidade de vida”, explicou.

Joaquim Raminhos sublinha que a candidatura do Bloco de Esquerda, na Moita, pretende empenhar todos os esforços para que a revisão do Plano Director Municipal se concretize no próximo mandato, “promovendo um processo amplamente participativo” e “mobilizando e esclarecendo a população”.

Apresentação juntou militantes e simpatizantes do Bloco no Parque das Salinas, em Alhos Vedros
- PUB -

Já António Chora, candidato à Assembleia Municipal, lembrou os presentes que, naquele local [Parque das Salinas] “existem dois esgotos a céu aberto”, lamentando que esta seja uma realidade naquela freguesia, mais de quatro décadas após o 25 de Abril. “A freguesia de Alhos Vedros é liderada pela CDU desde 1976, sempre com maioria absoluta, à excepção do último mandato em que, para fazer uma maioria absoluta no executivo […] aliou-se ao PSD oferecendo-lhe um lugar a tempo inteiro”, disse, denunciando a “incapacidade de gestão” da autarquia moitense e a “ausência de habitação social municipal”.

Catarina Martins: é preciso “substituir a raiva por luta”

Para a coordenadora nacional do Bloco, Catarina Martins, a pandemia “tem sido desculpa para tantos atropelos” e mostra “cicatrizes de uma sociedade profundamente desigual”. Neste contexto, defendeu, “a esquerda não pode ficar paralisada” e “tem de apresentar soluções e lutar por quem vive do seu trabalho”. A responsável realçou a importância do trabalho autárquico, referindo que “o poder local é o que está mais próximo das pessoas e é o primeiro que tem responsabilidade de garantir que ninguém fica para trás”, destacou.

A dirigente bloquista referiu que “a proclamação não responde à vida das pessoas e nunca vai combater a política do ódio”, acrescentando que “é preciso substituir a raiva por luta”. Na sua perspectiva, “é assim que se constrói um país mais justo”, concluiu.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Área Metropolitana de Lisboa assegura transporte rodovidário sadino até chegada da Carris Metropolitana

É necessário "dar continuidade às Autorizações Provisórias até a entrada do novo operador, de forma a evitar a ruptura dos serviços públicos de transporte rodoviário de passageiros no concelho de Setúbal"

Cão desparecido no Seixal encontrado pela GNR na Quinta do Anjo seis anos depois

A GNR encontrou a dona do cão através do leitor de microchip. Estava registado no Sistema de Informação de Animais de Companhia  

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  
- PUB -