23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Câmara de Grândola contra encerramento de farmácias no período nocturno

Câmara de Grândola contra encerramento de farmácias no período nocturno

Câmara de Grândola contra encerramento de farmácias no período nocturno

Município revelou que, “por unanimidade”, deu “parecer negativo” a proposta enviada pela Administração Regional de Saúde do Alentejo

 

A Câmara Municipal de Grândola manifestou-se contra o possível encerramento das farmácias do concelho no período nocturno, na sequência de uma proposta apresentada pela Administração Regional de Saúde do Alentejo (ARSA) para 2024.

- PUB -

Em comunicado enviado hoje à agência Lusa, o município revelou que, “por unanimidade”, deliberou dar “parecer negativo” a uma proposta enviada pela ARSA com as “escalas de turnos das farmácias do concelho” para o próximo ano.

E alegou que “a proposta apresentada não garante a existência de, pelo menos, uma farmácia de serviço em regime de disponibilidade no concelho, 24 horas por dia, durante todo o ano”.

De acordo com a autarquia, o possível encerramento das farmácias no período noturno implica que o atendimento aos utentes passe a ser assegurado através de “uma linha de apoio” ou numa “outra farmácia num concelho vizinho” do litoral alentejano.

- PUB -

“A diminuição do serviço prestado não tem em conta as características geográficas do concelho” ou “a população envelhecida”, argumentou a câmara municipal, de maioria CDU.

E também não leva em consideração “a ausência de transportes públicos durante o período noturno para os concelhos vizinhos” e “o aumento da população residente ou presente no verão”, notou.

Para o Município de Grândola, esta proposta de escalas para 2024 “contribui para o agravamento das condições de vida” da população.

- PUB -

E põe em causa o “acesso generalizado da população à disponibilidade de medicamentos, desrespeitando a população de Grândola e os seus visitantes”, frisou.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -