20 Abril 2024, Sábado
- PUB -
InícioLocalGrândolaGNR apreende quase dois mil quilos de pinhas em Grândola

GNR apreende quase dois mil quilos de pinhas em Grândola

A GNR apreendeu 1.985 quilos de pinhas de pinheiro manso em duas ações de fiscalização no concelho de Grândola, no distrito de Setúbal, foi hoje divulgado.

- PUB -

De acordo com o Comando Territorial de Setúbal da GNR, em comunicado, as duas ações de fiscalização decorreram na terça-feira e envolveram militares do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) e do Posto Territorial de Grândola da GNR.

Na primeira ação de fiscalização, que ocorreu na freguesia de Melides (Grândola), foram detidos dois homens, de 38 e 41 anos, pelo furto de pinhas de pinheiro manso.

Os detidos “tinham na sua posse dois sacos com 15 quilos de pinhas”, indicou a GNR, adiantando que no decorrer das diligências policiais “foi realizada uma busca domiciliária que permitiu apreender 270 quilos de pinhas, 12 doses de haxixe e quatro armas brancas”.

- PUB -

Segundo a GNR, os suspeitos foram detidos e constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Grândola.

Na segunda ação, a pedido do proprietário de uma herdade no concelho de Grândola, os militares detetaram seis pessoas na colheita de pinhas de pinheiro manso, fora do período permitido por lei.

Além da apreensão de 1.700 quilos de pinhas mansas, os militares elaboraram um auto de contraordenação, tendo os factos sido remetidos ao Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF).

- PUB -

Lusa

- PUB -

Mais populares

Cravo humano ‘nasce’ no areal da Praia de Albarquel

Cerca de quatro centenas de trabalhadores da autarquia juntaram-se após uma caminhada de três quilómetros

Cadáver em “avançado estado de decomposição” encontrado na zona da Comporta

Capitão do Porto de Setúbal invocou o segredo de justiça para não avançar pormenores sobre a ocorrência

Peixes e tartarugas mortos recolhidos do lago do Parque da Algodeia

Aumento das temperaturas e exposição solar pode ter alterado qualidade da água. Amostras recolhidas vão ser analisadas em laboratório
- PUB -