23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Vem aí um ano de intensa realização de obra para o Barreiro

Vem aí um ano de intensa realização de obra para o Barreiro

Vem aí um ano de intensa realização de obra para o Barreiro

Compromisso da gestão PS está sustentado no orçamento também já aprovado em Assembleia Municipal. Habitação e saúde vão crescer

 

2024 vai ser um ano de intensa realização de obra no concelho do Barreiro. O compromisso é assumido pela gestão camarária socialista e é sustentado no conjunto de investimentos inscritos no Orçamento Municipal de 98,5 milhões de euros – o maior valor de sempre, a que se soma ainda mais de 15 milhões para os TCB –, que o PS fez também aprovar na Assembleia Municipal (BE absteve-se e CDU, PSD e Chega votaram contra), no passado dia 12.

- PUB -

Entre os investimentos suportados na íntegra pelo município destaca-se a Loja do Cidadão, a instalar no Fórum Barreiro e com previsão de abertura ao público para o final do próximo ano. As obras para efectivar esta resposta no interior do espaço comercial estão estimadas em cerca de 750 mil euros.

Com financiamento ao abrigo do Plano de Recuperação e Resiliência destacam-se, desde logo, as empreitadas de construção dos centros de saúde da Escavadeira e dos Fidalguinhos. Mas o investimento a executar na aquisição de habitação e na requalificação urbana assume também peso bastante significativo. Só a intervenção prevista para a zona da Santinha, que prevê a criação de uma praça pública e aumentos de passeios, ascende a cerca de 3,7 milhões de euros. Assente está também a empreitada do “Barreiro Velho”, que vai começar por reperfilar a Rua Miguel Bombarda, e a intervenção na Rua Cidade de Setúbal na freguesia de Coina/Palhais.

Além disso, está perspectivada a construção das bacias da Penalva e a adaptação das oficinas dos TCB, que permitirá, de acordo com a informação avançada pelo vice-presidente Rui Braga em reunião de câmara, “libertar os terrenos do Nicola e da Quinta das Canas” para que seja lançada a concurso a construção de cerca de 300 fogos para renda acessível.

- PUB -

A par destas, e outras obras, o município anunciou um reforço substancial para a área da cultura e também para o apoio às duas corporações de bombeiros do concelho. Conforme já havia apontado Frederico Rosa, presidente da autarquia, a cultura vai contar pela primeira vez “com mais de 2% do Orçamento Municipal”, o que se traduz num valor superior “a 2 milhões de euros”. Além disso, são ainda reforçadas as verbas para o sector da educação bem como para o apoio ao movimento associativo.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -