23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Politécnico e Ephemera mostram acervo único sobre o antes e o depois da pandemia

Politécnico e Ephemera mostram acervo único sobre o antes e o depois da pandemia

Politécnico e Ephemera mostram acervo único sobre o antes e o depois da pandemia

Mostra é inaugurada esta segunda-feira. Apresenta uma parafernália de materiais e documentação que fica para História

“aC/dC” – Tempos de Pandemia” intitula a exposição sobre a covid-19 e o seu impacto na sociedade portuguesa, que vai ser inaugurada esta segunda-feira, 17, pelas 15 horas, na biblioteca da Escola Superior de Tecnologia (EST) do Barreiro, do Instituto Politécnico de Setúbal (IPS).

A mostra, que vai poder ser apreciada até 30 de Junho, dá a conhecer “um acervo único no País de material relacionado com a covid-19”, através de uma parceria entre o IPS e o Arquivo Ephemera, revela o politécnico, que aponta as metas a que as duas entidades se propõem com a organização da iniciativa. “Preservar a memória e equacionar a comunicação de ciência em tempos excepcionais são objectivos desta exposição (…), documentando um mundo que mudou com o impacto deste novo vírus, ao ponto de se poder falar de um aC/dC – um antes e um depois da covid-19”.

- PUB -

Além disso, a mostra constituirá “também uma oportunidade para assinalar a 10.ª edição do curso de Licenciatura em Biotecnologia, área do saber que assumiu especial destaque na mitigação dos efeitos da pandemia”, adianta o IPS. O politécnico lembra que “pôs em marcha logo em Abril de 2020 um conjunto de acções para apoiar o esforço dos serviços de saúde e forças de segurança na resposta à pandemia”. E dá o exemplo de “cerca de 9 mil litros de álcool gel produzidos sob responsabilidade técnica do seu corpo docente e em parceria com a Casa Ermelinda Freitas, com a Câmara Municipal do Barreiro e as escolas do concelho”.

Mais: sublinha também que, no mesmo ano, viu “certificado o IPS Covid Lab, unidade laboratorial de testes de diagnóstico que permitiu prevenir e identificar potenciais surtos no seio da comunidade académica e que se mantém em funcionamento na ESTBarreiro, também com uma componente de investigação”. E são, precisamente, os “vários materiais que documentam estas iniciativas” da instituição de ensino que, em conjunto com o “espólio reunido pelo Arquivo Ephemera desde o início da pandemia”, dão corpo à ex posição.

“Objectos tão diversos como cartazes artesanais e institucionais alusivos à covid-19, primeiras páginas de Imprensa, autocolantes, ‘t-shirts’, material de aviso sanitário, e parte da vasta de colecção de máscaras do Ephemera, viseiras, gel, luvas, fatos cirúrgicos, kits, de vacina e outra parafernália nacional e internacional”, indica o politécnico. Mas não só. “A colecção contempla ainda filmes de manifestações contra o confinamento captados pelos voluntários do Ephemera, fotografias dos períodos de confinamento ou milhares de ‘posts’ que foram aparecendo nas redes sociais, relacionados com a pandemia”, acrescenta.

- PUB -

A mostra tem entrada livre e pode ser visitada todos os dias úteis, entre as 10 horas e as 16h30.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -