12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Criançada das escolas básicas do concelho já sabe o que fazer em caso de sismo

Criançada das escolas básicas do concelho já sabe o que fazer em caso de sismo

Criançada das escolas básicas do concelho já sabe o que fazer em caso de sismo

Exercício “A terra treme” realizou-se ontem nos estabelecimentos de ensino básico no concelho do Barreiro

A pequenada das escolas básicas básicas do concelho do Barreiro já sabe como se deve fazer: é baixar, proteger e aguardar. Este é o comportamento que deve ser adoptado perante a ocorrência de um sismo. E essa foi também parte da mensagem passada ontem aos jovens alunos, no cumprimento do exercício nacional “A terra treme”, promovido anualmente pela Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civl.

Passavam 14 minutos das 11 horas, quando nos estabelecimentos de ensino básico do concelho barreirense se deu início ao “simulacro”. Em três das escolas, o exercício foi acompanhado pelo Serviço Municipal de Protecção Civil do Barreiro: Telha Nova, Santo António da Charneca e Luís Mendonça Furtado.

- PUB -

Frederico Rosa, presidente da Câmara Municipal do Barreiro, seguiu as incidências do exercício e destacou a importância da acção. “É relevante perceber a importância que os exercícios têm, quando observamos que as crianças mais pequenas já têm rotinados os conceitos de baixar, proteger e aguardar”, disse o autarca, citado em nota de Imprensa do município.

Para o edil, as práticas que são recomendadas adoptar neste tipo de catástrofes devem estar bem assimiladas por todos. “Três simples gestos que ainda que pareçam simples, não o são e em muito podem ajudar a salvar vidas”, alertou, ao mesmo tempo que reforçou o papel fundamental que estes exercícios de prevenção sempre assumem. “É importante treinar para que esta cultura de segurança esteja sempre presente em caso de vir a ser necessária”, frisou.

O exercício “A terra treme” tem como principal objectivo alertar e sensibilizar a população sobre como agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo. E o que há a fazer resume-se a três gestos: baixar, proteger e aguardar. Esta é melhor prática a adoptar em caso de sismo e os alunos das escolas básicas do concelho do Barreiro já o sabem.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -