3 Março 2024, Domingo
- PUB -
InícioLocalBarreiroOrçamento Municipal aprovado sem discussão mas com acusação de 'cobardia política' à...

Orçamento Municipal aprovado sem discussão mas com acusação de ‘cobardia política’ à oposição

CDU não debateu a proposta e apresentou apenas uma declaração de voto. Socialistas consideraram o acto vergonhoso

 

- PUB -

O Orçamento Municipal do Barreiro para 2024, no valor de cerca de 98,5 milhões de euros a que se somam mais 15 milhões para os TCB, foi aprovado na passada quinta-feira pela gestão camarária socialista (sete votos). Os dois vereadores da CDU votaram contra. No final, a oposição foi acusada de “cobardia política” por “fugir ao debate” e refugiar-se apenas numa declaração de voto.

Durante a apresentação dos documentos previsionais para o próximo ano, que contabilizam o maior valor de sempre, foram destacados vários investimentos a realizar, assim como o aumento de 2 milhões de euros para o sector da cultura e o reforço de verbas de apoio às corporações de bombeiros do concelho.

Entre as obras previstas está a intervenção na zona da Santinha, cuja empreitada “vai ser lançada este ano”, com vista “ao aumento de passeios, à criação de uma praça pública e ao melhoramento da circulação” automóvel, no valor de 3,7 milhões de euros, disse Rui Braga, vice-presidente da autarquia com o pelouro das Obras Municipais. Mas também “a obra do Barreiro Velho”, que “vai começar por reperfilar a Rua Miguel Bombarda”, a empreitada da “Loja do Cidadão no Forum Barreiro” (prevista abrir portas no final de 2024) e “a intervenção na Rua Cidade de Setúbal na freguesia de Coina/Palhais”.

- PUB -

Além destas, o socialista realçou ainda “a construção das bacias da Penalva” e a adaptação das oficinas dos TCB, que permitirá “libertar os terrenos do Nicola e da Quinta das Canas” para lançar a concurso a construção de cerca de 300 fogos para renda acessível.

Frederico Rosa, presidente da Câmara Municipal do Barreiro, lembrou uma lógica seguida: “Mais investimento público; mais investimento privado, para gerar receitas e emprego; menos impostos”. E estabeleceu um paralelismo entre 2017 e a presente data, ou seja, um género de balanço à evolução dos números desde que a actual gestão conquistou o poder no município. Dados que partilhou ainda na sua página pessoal no Facebook.

De 2017 para 2024, segundo o socialista, o Orçamento Municipal “aumenta 87%; o IMI reduz 44%; a cultura, juventude e desporto sobe 180%; o apoio aos bombeiros sobe 174%; o investimento [na área da recolha] nos resíduos cresce 251%; as obras e urbanismo crescem 88%; as transferências para freguesias crescem 78%; e a área social, saúde e habitação cresce 139%”.

- PUB -

Nos documentos previsionais para o próximo ano estão ainda contempladas, entre outras, as obras de construção dos centros de saúde no âmbito do PRR.

A vereação da CDU criticou as estratégias e opções políticas da gestão socialista, mas apenas em declaração de voto, escusando-se a debater os documentos quando a proposta foi apresentada. O comportamento mereceu votos de protesto da bancada socialista, que classificou a opção da CDU como um “acto vergonhoso e de cobardia política”. Miguel Amaral (CDU) pediu a defesa da honra, mas Frederico Rosa disse não reconhecer que essa tivesse sido atingida.

O orçamento será agora submetido a ratificação na Assembleia Municipal, onde os socialistas também detêm maioria absoluta.

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Pedro Catarino já é goleador-mor dos sadinos na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Com cinco golos no Vitória B, avançado do plantel principal volta a ser decisivo
- PUB -