25 Fevereiro 2024, Domingo
- PUB -
InícioLocalBarreiroBarreiro convida população a ver 'tesouros' dos arquivos na Baía do Tejo

Barreiro convida população a ver ‘tesouros’ dos arquivos na Baía do Tejo

Exibição espelha papel da imagem no mundo da CUF até fim de Agosto

 

- PUB -

As comemorações deste ano do Dia Internacional dos Arquivos, no Barreiro, vão cumprir-se na próxima sexta-feira, entre as 09h30 e as 18h00, com um convite à população para conhecer as riquezas existentes no parque empresarial da Baía do Tejo e no espaço dos Portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra.

Através da exposição “Os Tesouros dos Arquivos”, que estará patente naquele espaço, será dada aos visitantes a oportunidade de conhecerem “os segredos mais bem guardados” dos cinco arquivos de “inegável relevo” que se encontram instalados nesta cidade, entre os quais, o Centro de Documentação do Museu Industrial, o Arquivo Ephemera, o Espaço Memória e o arquivo da Fundação Amélia de Mello. De acordo com a autarquia local, o espólio existente também necessita de vida e a data surge como mais uma oportunidade para colocar “os arquivos a comunicar entre si, com a academia, com os artistas, mas o Barreiro, com o mundo”.

 

- PUB -

O convite para aproveitar esta data, que se assinala esta quinta-feira, e passar “momentos únicos e inesquecíveis” inclui um conjunto de exposições, uma feira do livro e, entre outros, a exibição de filmes. De acordo com o programa, os eventos começam pela manhã de sexta-feira, com uma visita ao território do parque empresarial, junto ao Mausoléu de Alfredo da Silva. Para as 11h00, está ainda prevista a inauguração da mostra “Fotografias da colecção”, do espaço Ephemera, seguindo-se a inauguração da mostra “Os Tesouros dos Arquivos”.

Exposição retrata o poder da imagem
A partir das 15h00, o Museu Industrial convida os presentes a conhecerem a mostra temporária “O poder da Imagem: As Revistas de Informação Interna”, patente naquele espaço até final do mês de Agosto, podendo vir a estender-se até Setembro, mediante a procura por parte dos visitantes.

- PUB -

A mostra em causa resulta do facto deste Centro de Documentação contar com mais de 11 mil fotografias e diversas dezenas de milhares de documentos de vários tipos, tais como as revistas de informação da empresa que, ao longo das várias fases, relataram o quotidiano vivido neste espaço do território. Nestas revistas, acrescente-se, encontram-se não apenas informação que dá conta da actividade da empresa, das tecnologias e das áreas de negócio em que esta estava envolvida, mas também os relatos das “questões sociais e todas aquelas que envolvem a sua relação com os diferentes interlocutores com os quais se relacionava”.

As questões laborais foram sempre “muito importantes” e um tema central das revistas “CUF – Informação para os trabalhadores” ou “Contacto Quimigal – Dos trabalhadores para os trabalhadores”, que ao longo do tempo conseguiram identificar algumas das peças dos diferentes departamentos que não registaram qualquer acidente de trabalho, sendo deste modo um género de “troféu de qualidade”.

Através da mudança de paradigma social do País, consegue-se perceber nas capas destas publicações que, após o ano de 1974, testemunharam o papel produtivo exercido pelas máquinas, sendo que entre os anos de 76 e 78 o peso recai sobre os trabalhadores para os trabalhadores.

A próxima mostra deste Centro de Documentação vai focar-se sobre a Siderurgia Nacional e uma peça ali existente, que também já é património classificado e cujos conteúdos já se encontram em preparação para ser alvo de uma futura mostra da empresa. Até ao final do ano, este centro está ainda a equacionar a realização de mais duas exposições temporárias, uma sobre o referido espaço empresarial situado no concelho do Seixal e a última das quais sobre o complexo de Estarreja, que continua ligado ao termo Quimiparque e que deverá manter-se aberta ao público até ao início de 2023.

No Espaço Memória, a partir das 16h00, será ainda exibido o filme “Cartografia em Três Movimentos”, realizado por Inês Costa e Mário Negrão, sendo que, neste local, a partir do início da tarde, das 14 às 18h00, terá ainda lugar uma Feira do Livro, com animação na zona exterior deste equipamento municipal.

- PUB -

Mais populares

Menino de sete anos morre após ser baleado em Setúbal

Neto e avó foram atingidos a tiro de caçadeira no Bairro da Bela Vista. Disparo veio de carro em andamento. Alvo seria o pai da criança

Imagens mostram momentos após menino e avó serem baleados no Bairro da Bela Vista (vídeo)

Homem é visto a empunhar uma caçadeira correndo em várias direcções até que entra numa viatura que sai depois do local

Suspeito de morte de menino em Setúbal será tio da criança

Homem está identificado pelas autoridades e colocou-se em fuga. Disparo de caçadeira terá sido feito para assustar rival
- PUB -