28 Setembro 2022, Quarta-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroHospital Barreiro-Montijo renova reconhecimento pela Breast Centres Network

Hospital Barreiro-Montijo renova reconhecimento pela Breast Centres Network

Serviço de Senologia é o nono do país a conseguir esta identificação da rede internacional

 

- PUB -

A Unidade de Senologia do Centro Hospitalar Barreiro Montijo (CHBM) acaba de ser novamente reconhecida como Centro de de Referência pela Breast Centres Network, sendo a nona do país a obter a identificação de primeira rede internacional de centros clínicos dedicados exclusivamente ao diagnóstico e tratamento do cancro da mama, no âmbito do projecto da European School of Oncology, que visa promover e melhorar estes cuidados na Europa e no mundo.

Segundo Lurdes Ramalho, responsável desta unidade naquele estabelecimento de saúde, este reconhecimento significa que “a nossa Unidade trabalha de acordo com os mais altos padrões de qualidade […], sempre apoiada numa metodologia multidisciplinar exemplar”, destaca. “Pretendemos manter a alta taxa de acessibilidade, rapidez no atendimento e orientação de todos os casos que sejam remetidos pata a Unidade de Senologia”, adianta a responsável.

O serviço em causa efectua o diagnóstico e tratamento cirúrgico de toda a patologia mamária, em ambos os sexos, com enfoque especial para o cancro da mama e, ainda dedicados ao ensino e à investigação, desenvolvendo a sua actividade nas áreas da consulta externa, internamento, Hospital de Dia e Cirurgia.

- PUB -

De acordo com o centro hospitalar, os doentes da consulta externa de patologia mamária são orientados pelos Cuidados de Saúde Primários, consultórios particulares e outras instituições, assim como os pedidos internos solicitados pelo CHMB.

Já o Hospital de Dia de Senologia funciona diariamente e “garante continuidade de cuidados pré e pós-operatórios, assim como o ensino especializado de doentes”, prestando cuidados a nível do internamento.

“A Unidade de Senologia realiza cirurgia convencional e ainda cirurgia de ambulatório, esta última em intervenções cirúrgicas que não necessitam de internamento hospitalar”, programa que diz ter recolhido “muito êxito” junto de utentes e familiares.

- PUB -

A unidade em causa gere todo o circuito do doente oncológico nesta especialidade e organiza a Consulta de Decisão Terapêutica, assim como reuniões multidisciplinares em Senologia, realizadas semanalmente.

De acordo com a mesma unidade de saúde, nos últimos dois anos e no período dominado pela pandemia covid-19, a unidade de Senologia “manteve o seu rumo”, confiando nos seus profissionais e sem perder o foco, mesmo na adversidade, do número de doentes recebidos, de consultas e sessões de Hospital de Dia, a par do “número de doentes operados”, acrescente a responsável.

227 doentes operados ao longo do ano passado

Ao longo do ano passado, a Unidade de Senologia realizou um total de 3 643 consultas e mais de duas mil sessões de Hospital de Dia, com um total de 227 doentes operados, tendo trabalhado em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro e recebido os doentes do rastreio efectuado nos municípios abrangidos pelo CHBM.

De acordo com Lurdes Ramalho, a Unidade de Senologia e Investigação constitui a missão de “desenvolvimento científico e tecnológico na área da cirurgia mamária e a formação pré e pós-graduada, por forma a oferecer os melhores cuidados segundo o estado da arte”.

A responsável acrescenta que, actualmente, encontram-se “a ser pensados e delineados novos projectos de investigação a realizar no futuro, e uma provável parceria com outras instituições, à semelhança do protocolo de investigação em cancro da mama que foi elaborado com a Nova Medical School por um período de dois anos”, entre 2018 e 2020, parceria que se revelou “uma aprendizagem valiosa para projectos futuros”, disse.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes
- PUB -