26 Outubro 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Barreiro PAN defende expansão do Metro Sul do Tejo e melhoria de acessibilidades...

PAN defende expansão do Metro Sul do Tejo e melhoria de acessibilidades a portadores de deficiência

Maria de Lurdes Santos assegura que medidas beneficiariam rede local de transportes

 

- PUB -

A cabeça-de-lista do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) à presidência da Câmara do Barreiro nas próximas eleições Autárquicas, Maria de Lurdes Santos, destaca a expanção do Metro Sul do Tejo (MST) e a acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada como prioridades da sua candidatura.

De acordo com a Lusa, entre as dez medidas propostas pelo PAN, a candidata realça que “o alargamento do MST iria melhorar a situação, porque são milhares de pessoas que todos os dias se deslocam para Lisboa para trabalhar e o barco nem sempre é a melhor opção”, adianta. Com 62 anos, Maria de Lurdes Santos acrescenta que a extensão do metro ao centro da cidade é importante para melhorar a rede de transportes que se serve as zonas mais rurais deste concelho do distrito de Setúbal que, na sua perspectiva, encontram-se “um pouco mal servidas”.

Outra das prioridades do PAN está associada à questão das acessibilidades para pessoas com mobilidade condicionada e com as “muitas barreiras arquitectónicas” que ainda “subsistem”, apesar da candidata reconhecer que “tem sido feita alguma coisa nesse aspecto, nomeadamente, o desnivelamento dos passeios na zona das passadeiras”.

- PUB -

No entanto, considera que há ainda mais coisas para fazer. “Precisamos de uma sinaléctica específica para os cidadãos surgos ou cegos, nomeadamente com sons, sinais de relevo no chão, nas paredes de edifícios”, afirmou Maria de Lurdes Santos, para quem é preciso “tirar os carros de cima dos passeios, que é um mal a nível nacional”, específica.

Propõe ainda “aplicar a língua gestual em todas as sessões de câmara públicas, assembleias municipais, nos serviços autárquicos e nos equipamentos municipais: desportivos, culturais e sociais”.

O PAN quer também criar “uma provedoria municipal responsável pela protecção e bem-estra animal” que seja “autónoma” e “independente”. A cabeça-de-lista lembra que em 2018 foi aprovada a constituição de uma comissão municipal para a defesa e o bem-estar dos animais, mas “a verdade é que nunca chegou a ser constituída ou, se foi, não funciona”, lamenta. Maria de Lurdes Santos considera que o centro de recolha animal que existe no concelho funciona mal e diz que “desde o início da pandemia, nunca mais houve adopções”, não existindo mais espaço para acolher animais naquelas instalações.

- PUB -

A candidata propõe também a criação de um hospital veterinário com atendimento permanente e “um regulamento municipal para a saúde e bem-estar animal com meios legais para actuar sobre pessoas incumpridoras”. * Com Lusa

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Leonor Amado foi encontrada viva hoje de manhã caída num penhasco em Palmela

A idossa foi socorrida pelos Bombeiros de Palmela, tendo sido levada para os Hospital de S. Bernardo, em Setúbal, de onde teve alta ainda hoje cerca das 20h00

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Última Hora: Vitória aprova venda de 89% da SAD a investidor

Superpolícias da esquadra do Montijo sagram-se campeões europeus de jiu-jitsu

Ouro de José Peres e João Pavia soma a méritos profissionais: um já salvou uma vida humana; o outro efectou detenções fora de serviço
- PUB -