20 Agosto 2022, Sábado
- PUB -
InícioLocalBarreiroUtentes sem médico de família no Barreiro baixaram para 12 mil

Utentes sem médico de família no Barreiro baixaram para 12 mil

15% da população continua a ver-se confrontada com este problema

 

- PUB -

A Comissão de Utentes dos Serviços Públicos (CUSP) do Barreiro esteve reunida recentemente nas instalações do Clube 31 de Janeiro “Os Celtas”, no Alto do Seixalinho, para fazer um balanço do que tem sido “a gestão e funcionamento” deste tipo de serviços a nível local, sobretudo, no período que diz respeito ao último ano.

De acordo com a CUSP, a “situação pandémica […] tem vindo a agravar em muito a prestação de serviços públicos de proximidade às populações”, com a resposta ao nível dos cuidados de saúde a ficar “aquém das necessidades, agravando-se uma situação que já era anteriormente precária”.

Exemplo disso, são as “muitas consultas desmarcadas, cirurgias adiadas” e “exames de diagnóstico cancelados”.

- PUB -

Cuidados e exames que a comissão afirma terem vindo a ser “retomados, sem que se tenha resolvido uma das maiores dificuldades”, que está ligada à “falta de médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde”.

Há um ano, o número de utentes sem médico de família rondava os 16 mil, estimando-se que presentemente sejam 12 mil os habitantes que continuem a viver este problema (cerca de 15% da população).

Segundo a CUSP, a criação da nova USF “Alburrica”, no edifício do Centro de Saúde da Quinta da Lomba, terá contribuído para “dar resposta a parte do problema”, separando utentes com e sem médico, o que, ainda assim, “origina descontentamento nos utentes”.

- PUB -

Outra das questões abordadas prende-se com o facto de o parqueamento pago do Centro Hospitalar Barreiro Montijo continuar em vigor, o que, na perspectiva desta comissão, constitui “mais uma barreira de acesso agravada aos cuidados de saúde em ano de pandemia e para quem tem menos condições financeiras”.

“A nossa reivindicação é por serviços públicos de proximidade, com maior qualidade, acessíveis a todos, independentemente das suas condições socioeconómicas”, reafirma a CUSP do Barreiro.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Mulher morre em colisão entre dois veículos em Grândola

Uma colisão frontal entre dois veículos ligeiros na Estrada Nacional 261, no cruzamento do Carvalhal, provocou, esta tarde, um morto e dois feridos graves.

Ana Catarina Gonçalves: A grandolense que arriscou e conseguiu montar um ‘império’ na vertente das explicações

Com apenas 21 anos, começou a acompanhar algumas crianças por brincadeira. Hoje, passados cinco anos, emprega três dezenas de professores

Acidente de viação no Montijo provoca três mortos

Colisão frontal provocou a morte de dois homens, de 26 e 32 anos, e de uma mulher, de 24 anos
- PUB -