4 Agosto 2021, Quarta-feira
- PUB -
Início Local Barreiro Técnicos do município do Barreiro graduados pelo ISCTE

Técnicos do município do Barreiro graduados pelo ISCTE

Frederico Rosa congratula-se com trabalho realizado

 

- PUB -

O auditório Manuel Cabanas, na Biblioteca do Barreiro, acolheu no último dia 8 a entrega dos certificados da segunda edição da Pós-Graduação em “Desafios Autárquicos e Desenvolvimento Local”, promovida pelo Instituto para as Políticas Sociais (IPPS) do ISCTE – Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa.

Na ocasião, marcaram presença os alunos que concluíram o ciclo de estudos – formados por elementos que integram os quadros técnicos da autarquia barreirense –, além do presidente do município, Frederico Rosa, o professor coordenador do corpo docente, José Manuel Henriques e a directora do IPSS-ISCTE, Isabel Flores.

O projecto em causa resulta da “união de vontades” entre aquela Câmara e o referido instituto, tendo sido desenhado exclusivamente para responder “aos desafios identificados pela autarquia, no que diz respeito à qualificação dos seus quadros técnicos”.

- PUB -

Refira-se que de forma a cumprir a missão de proximidade com a Administração Local, este instituto, em estreita articulação com a edilidade barreirense, realizou no ano de 2019, pela primeira vez, esta Pós-Graduação fora do campus universitário.

O presidente do município felicitou os alunos e agradeceu ao ISCTE que, “desde a primeira hora, abraçou esta Pós-Graduação diferente”, saindo das suas instalações para a Câmara Municipal.

Quer na primeira, como na segunda edição, “tivemos um grupo de professores extraordinário”, destacou Frederico Rosa.

- PUB -

“A aposta na formação de técnicos superiores é a prova que, no meio da urgência, parar um bocadinho e vir confrontar ideias com outros saberes, possibilitou enriquecer os vossos trabalhos”, sublinhou o autarca.

“Apesar de estarem muito tempo afastados da faculdade conseguiram acabar com mérito e qualidade a Pós-Graduação”, disse, em jeito de balanço.

Para o professor José Henriques, as suas expectativas foram superadas. “Não me passava pela cabeça que a minha proposta fosse tão bem aceite por todos vós”, afirmou, acrescentando que os participantes “empenharam-se no trabalho e revelaram capacidade, com a vossa experiência profissional e a maneira de reagir e interagir nas diferentes matérias abordadas” ao longo desta formação.

Isabel Flores, por seu turno, congratulou-se com a qualidade dos trabalhos apresentados na sessão final.

“Adaptaram-se maravilhosamente bem a esta realidade e a Pós-Graduação não foi prejudicada pelo ensino à distância”.

Para a responsável e pelo contrário, foi “uma oportunidade para utilizar as novas tecnologias e vermos o mundo por outros ângulos” e “olhares”, sublinhou, através da partilha de conhecimentos com outros colegas.

- PUB -

Mais populares

Chega apresenta candidatos a Setúbal com vontade de fazer história

Cláudio Fonseca, negro e oriundo da Bela Vista, é cabeça-de-lista à Freguesia de São Sebastião. "Prova que no Chega não há racismo"

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -