11 Maio 2021, Terça-feira
- PUB -
Início Local Barreiro ADAO acolhe reflexão sobre o poder dos livros em tempos de pandemia

ADAO acolhe reflexão sobre o poder dos livros em tempos de pandemia

Evento conta com a parceria da Área Metropolitana de Lisboa

 

- PUB -

O município do Barreiro e a Associação de Desenvolvimento de Artes e Ofícios (ADAO) celebram o Dia Mundial do Livro e dos Direitos Autorais, na próxima sexta-feira, com um conjunto de iniciativas naquele espaço que, entre as 19 e as 21h00, prometem animar os barreirenses com a realização de debates e exposições, música, a apresentação de obras e muita animação, numa data que promete ser inesquecível e ficar marcada por “várias surpresas”.

Prevista está a realização da reflexão “O Poder dos Livros em Tempos de Pandemia” – um encontro organizado no âmbito do programa cultural em Rede “Mural 18”, entre a autarquia local e a Área Metropolitana de Lisboa (AML) –, que através da leitura convida todos a uma viagem pela imaginação, com um debate sobre “o poder dos livros nestes tempos singulares”.

A acção, moderada por Cristina Margato, vai contar com a presença dos escritores José Pacheco Pereira, Vítor Belanciano, Fernando Sobral e Bruno Vieira Amaral, que irão dar a conhecer, através das suas experiências e conhecimento, “como se relacionaram com a escrita” desde o inicio da crise pandémica.

- PUB -

Paralelamente a esta iniciativa, está também agendado um momento musical com a actuação de Scúru Fitchádu – Marcus Veiga –, considerado “uma das aventuras vitais da música portuguesa actual”, que interpretará no local vários temas, proporcionando a todos “uma experiência única”. Já o ‘diseur’ barreirense Júlio Mesquita, vai entreter os presentes com “o poder das palavras declamadas”.

A iniciativa, recorde-se, surge no âmbito do programa operacional regional de Lisboa 2020, do qual resultou a programação cultural em rede “Mural 18”, em que os 18 municípios da AML, em conjunto, propuseram-se a apresentar um conjunto de iniciativas culturais, diversificadas, com o objectivo de unir agentes culturais, municípios e cidadãos, em defesa da comunidade artística e do património cultural, material e imaterial.

Perante o actual contexto de pandemia, em que muitas escolas estiveram de portas fechadas e as pessoas limitaram o tempo que passaram fora de casa, a organização do encontro pretende agora saber em que medida o poder dos livros foi fundamental para combater o isolamento, reforçar os laços entre indivíduos ou para expandir horizontes, enquanto estímulo para as mentes e a criatividade dos leitores.

- PUB -

A iniciativa, com entrada gratuita, obriga no entanto à reserva de lugares por telefone (212 068 230) ou por e-mail ([email protected]), estando a lotação máxima definida para o máximo de 50 participantes, com cada reserva limitada a quatro entradas por marcação. O evento, organizado pela autarquia barreirense, conta com as parcerias da AML e do Programa Mural 18.

- PUB -

Mais populares

Barcos da Transtejo/Soflusa param travessia do Tejo a 20 de Maio

Na reunião de hoje com a administração da empresa, e conforme o que tinha sido decidido em plenário de trabalhadores da semana passada, o...

Luís Maurício: “Vamos fazer tudo para criar a polícia municipal”

Cabeça-de-lista do Chega à Câmara de Setúbal diz que concelho é inseguro e quer videovigilância em certas zonas da cidade   Luís Maurício, de 42 anos,...

Porto de Setúbal: Tersado recebe grua de última geração

A nova grua está optimizada para navios da classe Panamax, permitindo subir e descer as cargas a uma velocidade até 120 metros por minuto   A...
- PUB -