26 Setembro 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalBarreiroObras para substituir cobertura do Terminal Fluvial avançam

Obras para substituir cobertura do Terminal Fluvial avançam

Espaço é utilizado, diariamente, por cerca de 20 mil passageiros

 

- PUB -

Continuam a decorrer no Terminal Fluvial da Soflusa, no Barreiro, as obras de substituição da cobertura daquela estação, abalada pelas tempestades que assolaram o país entre os meses de Dezembro de 2019 e Janeiro do ano passado e que, desde então, estiveram na origem de protestos de centenas de passageiros que utilizam aquele espaço, para poderem efectuar as suas deslocações entre o território barreirense e o Terreiro do Paço, em Lisboa, ou em sentido contrário.

Recorde-se que a empresa decidiu desenvolver um levantamento do risco de segurança daquela instalação, que, entretanto, obrigou a que fossem retiradas todas as estruturas que pudessem causar risco para os utilizadores do terminal, garantindo deste modo a sua segurança e uma melhoria do seu conforto.

As obras de reabilitação, recorde-se, iniciaram-se no início deste ano e fazem parte de uma intervenção global estimada em 1,2 milhões de euros, numa empreitada que além da cobertura inclui ainda a colocação de estruturas de apoio e protecção, o reforço da iluminação existente no local, assim como a regeneração de espaços públicos, salas de embarque e bilheteiras, entre outras instalações de apoio à actividade fluvial, tendo a empresa apontado um prazo de execução da obra de 120 dias.

- PUB -

A operação em curso, adiantou na altura a transportadora, permitirá “dar resposta às necessidades mais urgentes da importante infraestrutura”, utilizada diariamente por cerca de 20 mil pessoas que, após a realização dos trabalhos, poderão usufruir de uma área adequada às suas necessidades e de um terminal mais “seguro e moderno”, realçou.

Refira-se que o financiamento para a realização desta empreitada, segundo a Transtejo-Soflusa, foi assegurado pelo Programa de Estabilização Económica e Financeira, aprovado pelo Governo, no âmbito de diversas intervenções daquela empresa.

Comentários

- PUB -

Mais populares

“Reunião” dos bombeiros acaba à chapada e ao pontapé com a PSP a ser chamada ao quartel [corrigida]

Demissões na direcção culminaram com agressões físicas entre bombeiros, entre directores, e entre bombeiros e dirigentes

Autoeuropa com legionella não pára produção nem avisa trabalhadores

Empresa diz que nenhuma pessoa foi infectada e que está a cumprir a lei

Transportes em Setúbal: “Isto não está mau. Está péssimo!”

Reuniões com a população expõem drama de grandes dimensões contado em testemunhos trágico-cómicos
- PUB -