1 Agosto 2021, Domingo
- PUB -
Início Local Barreiro Deslocalização dos serviços municipais das instalações do Nicola vai avançar

Deslocalização dos serviços municipais das instalações do Nicola vai avançar

A proposta de deslocalização dos serviços municipais das instalações do Nicola, previamente aprovada em Reunião de Câmara, foi também aceite pela Assembleia Municipal do Barreiro (AMB), com os votos favoráveis do PS, PAN e MCI, mas com as abstenções da CDU, PSD e BE.

- PUB -

“Esta solução, inserida num processo integrado de restruturação dos serviços da Câmara Municipal do Barreiro, coloca um ponto final num gravíssimo problema que se arrastava há décadas, condenando dezenas de operacionais a trabalhar em condições deploráveis e diminuindo a capacidade de resposta do município”, refere a AMB.

Esta decisão vai permitir a transferência dos colaboradores da autarquia para “instalações condignas”, o que trará, à partida, um aumento da capacidade operacional e de intervenção na cidade.

“Esta é uma solução que resolve um problema e dignifica os trabalhadores, que aumenta a capacidade de intervenção do município e melhorará o serviço público que prestamos a todos os barreirenses. Em poucos meses, este é mais um dossier onde resolvemos o que outros adiaram”, salientou o vereador responsável por esta área, Rui Braga.

- PUB -

Por sua vez, André Pinotes Batista, presidente da Assembleia Municipal, congratulou-se com a aprovação desta medida.

“O Barreiro já perdeu demasiado tempo. Não fazemos cálculos eleitorais. A mudança sente-se e o Barreiro está cada vez mais vivo. Esta opção, que fez parte do nosso programa, configura mais um exemplo de que estamos a cumprir”, afirmou o autarca.

Já Frederico Rosa, presidente da Câmara Municipal, assegurou que esta “é uma decisão ponderada, justa e tomada com coragem. Uma decisão rigorosa que acabará com um problema com décadas”.

- PUB -

“Investimos na qualificação das nossas instalações e na dignidade dos nossos trabalhadores porque, deste modo, vamos poder servir melhor a nossa terra”, concluiu.

- PUB -

Mais populares

Moradores na Quinta da Amizade contestam fogos municipais, mas vereador Carlos Rabaçal promete valorização

Na calha pode estar a construção de 268 fogos. Os residentes temem densidade populacional e perderem conforto   Os moradores na Quinta da Amizade, na freguesia...

“Quero fazer esta época o jogo de despedida para depois assumir o cargo de treinador”

“Não me ofereço aos clubes e não peço favores a ninguém, se tiver que treinar será onde me queiram e onde acreditem em mim”, refere Paulo Catarino

Península de Setúbal com mais 29 mil pessoas e Litoral Alentejano perde pouco em dez anos

Censos de 2021 indicam que Palmela é o concelho da península que registou maior aumento da população residente. Odemira é o que mais cresce...
- PUB -