13 Junho 2024, Quinta-feira

- PUB -
Marta Miranda revela movida da Trafaria em doze conversas com gente da terra

Marta Miranda revela movida da Trafaria em doze conversas com gente da terra

Marta Miranda revela movida da Trafaria em doze conversas com gente da terra

O professor João Carlos foi o primeiro entrevistado do novo projecto pensado para dar a conhecer a cultura e história local

O projecto consiste em 12 episódios em podcast, e o primeiro foi disponibilizado na terça-feira. “Contos da Trafaria” é uma ideia da artista Marta Miranda, em parceria no âmbito da T-Factor da Universidade Nova de Lisboa que assenta na reconversão do antigo presídio da freguesia, e tem por missão “dar a conhecer a movida e as pessoas que fazem mexer a Trafaria”, explica a criativa.

- PUB -

O primeiro podcast foi com o João Carlos, professor de música e criador de instrumentos musicais que chegou a há 30 anos de Coimbra à escola primaria da Trafaria. E, desde esse momento, aquele que queria ser músico e frequentava o Johnny Guitar , acabou por ser convencido pelos alunos a leccionar; hoje é um nome incontornável da localidade. “Não sei se mudei a vida deles, [alunos] mas eles mudaram a minha vida”.

São pessoas como João Carlos que Marta Miranda vai entrevistar, todas as terças-feiras, às 19h00, para dar a conhecer a frente marítima da localidade que vai do bairro do segundo Torrão até ao centro da freguesia.

“As pessoas foram seleccionadas através de uma pesquisa”, conta a artista que centra muito da sua vida na expressão musical como cantora. “O objectivo é apresentar a movida da Trafaria à Grande Lisboa”, um território de “duas margens em que o Tejo não é uma fronteira, mas sim uma ponte”.

- PUB -

Nestes encontros, as conversas estendem-se durante 25 a 40 minutos: “Converso com as pessoas sobre a sua dinâmica e, ao mesmo tempo que vão contando a sua história, contam a história do território”, explica.

O primeiro podcast contou com a presença de Carla Fernanda, professora da Universidade Nova de Lisboa, que referiu o projecto europeu T-Factor, presente em 25 países, que tem por objectivo “trabalhar cultural e tecnologicamente para a regeneração de territórios com alguma fragilidade, seja por serem abandonados ou terem populações com várias carências”.

Presente esteve também a presidente da União de Freguesias da Caparica e Trafaria, Sandra Chaiça, que aproveitou para convidar o professor João Carlos para estar presente este ano na Trafaria nas comemorações do 25 de Abril, na homenagem aos combatentes, num concerto com os seus jovens músicos.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -