19 Maio 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaFragata D. Fernando II e Glória em Cacilhas tem agora ao 'leme'...

Fragata D. Fernando II e Glória em Cacilhas tem agora ao ‘leme’ o comandante Véstias Letras

Presentes estiveram o Director da Comissão Cultural de Marinha, Vice-Almirante Edgar Bastos Ribeiro, e a presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros

 

- PUB -

O Comandante Capitão-de-mar-e-guerra, Véstias Letras é o novo comandante da fragata D. Fernando II e Glória, um navio museológico disponível a visitas em Cacilhas.

A tomada de posse decorreu na passada terça-feira, 8 de Fevereiro, e contou com as presenças do Director da Comissão Cultural de Marinha, Vice-Almirante Edgar Bastos Ribeiro, do comandante cessante Capitão-de-mar-e-guerra José António Peixoto Queiroz e da presidente da Câmara de Almada, Inês de Medeiros.

Depois de destacar o trabalho realizado pelo ex-comandante da D. Fernando II e Glória, Capitão-de-mar-e-guerra José António Peixoto Queiroz, “sempre em articulação com a Câmara Municipal de Almada, a presidente da autarquia manifestou o desejo de “maiores felicidades” ao almadense Vice-almirante Edgar Bastos Ribeiro que assumiu recentemente funções como Director da Comissão Cultural de Marinha e que presidiu à cerimónia na manhã de terça-feira.

- PUB -

Os discursos destacaram os desafios que o navio museu tem enfrentado nos últimos anos, bem como os planos e projectos futuros para a fragata. “Compete-nos agora nós (…) honrar e preservar e, no mínimo, não defraudar este legado”, disse o novo comandante da D. Fernando II e Glória”.

60 anos do Navio Escola Sagres ao serviço de Portugal

Entretanto, também na passada terça-feira, 8 de Fevereiro, fez 60 anos que o NRP Sagres içou, pela primeira vez, a Bandeira Portuguesa, cerimónia então no Rio de Janeiro, na sequência do processo de aquisição do Navio Escola ao Brasil.

- PUB -

O navio que em Portugal tem ‘porto seguro’ na Base Naval do Alfeite, em Almada, fez a primeira viagem com Bandeira Portuguesa entre o Rio de Janeiro e Lisboa, de 25 Abril a 23 Junho de 1962, com escalas em Recife (Brasil), Mindelo (Cabo Verde) e Funchal.

Actualmente com uma guarnição de 103 militares e comandado pelo capitão-de-fragata Mário Fonte Domingues, o navio emblemático da Marinha regista um tempo total de 7 273 dias de missões efectuadas, equivalente a 19,9 anos consecutivos em missão.

A Sagres navegou, até ao momento, ao serviço de Portugal, 108 026 horas, que significaria o equivalente a 12,3 anos ininterruptamente a navegar. Tem um total de 664 722 milhas navegadas, o que corresponde a 25,7 voltas ao Mundo.

Regista 564 visitas a portos e fundeadouros estrangeiros, dos quais 266 pelo menos uma vez, sendo os mais visitados Mindelo (Cabo Verde), por 32 vezes, Rio de Janeiro (Brasil) 14 vezes, Santa Cruz de Tenerife (Espanha) 11 vezes e New York e Boston (EUA) por 10 vezes. A tirada – viagem entre dois portos – que regista maior duração de dias registou-se em 1982, com 31 dias e 03 horas entre 27 de Junho e 28 de Julho, durante a regata Newport (EUA) – Lisboa.

Em 2020, o navio inscreveu na sua história, ao serviço de Portugal, com a tirada mais longa, foram 4 534 milhas (aproximadamente 7 297 quilómetros), efectuada em 28 dias e 3 horas – de 25 de Março a 22 de Abril -, entre a Cidade do Cabo, na Africa do Sul e Mindelo, Cabo Verde.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -