29 Novembro 2021, Segunda-feira
- PUB -
InícioLocalAlmadaServiço de teleassistência alargado a 120 pessoas

Serviço de teleassistência alargado a 120 pessoas

O objectivo da autarquia é dar resposta à elevada procura por um serviço essencial para a população mais vulnerável

A Câmara de Almada aumentou o número de munícipes abrangidos pelo serviço de teleassistência, uma decisão que “pretende minimizar o isolamento de quem mais precisa”, refere em comunicado.

- PUB -

O objectivo é dar resposta à elevada procura do serviço de teleassistência, essencial para a população mais vulnerável, pelo que a câmara “autorizou um aumento de 90 para 120 pessoas do concelho” beneficiárias deste apoio.

A implementação da teleassistência no município teve início em Outubro de 2019, e, na primeira fase, abrangeu 90 pessoas que se encontravam isoladas ou sem suporte familiar/social.

O sistema de teleassistência “tem como principias destinatários pessoas idosas que vivam sozinhas ou que necessitem de um acompanhamento permanente, assim como pessoas portadoras de deficiência física que desejem assegurar uma resposta mais célere em caso de necessidade”.

- PUB -

O objectivo é “minimizar o isolamento, dar mais apoio e segurança às pessoas idosas, contribuindo para a sua permanência no domicílio, com autonomia, evitando a institucionalização precoce ou indesejada”.

A teleassistência é um serviço gratuito, que funciona 24 horas e todos os dias do ano, apoiado por um terminal fixo, onde o utente pode, através de um botão de emergência, aliado a um telefone de alta voz, falar, ser localizado e identificado pela central de assistência, sendo feita a avaliação imediata da situação e dada a resposta mais adequada ao caso detectado.

O utente possui uma pulseira com botão de alarme, para que o possa transportar facilmente. Em caso de queda, qualquer tipo de ocorrência relativamente à saúde ou mesmo por questões de insegurança, basta carregar no botão, desencadeando de imediato uma ligação para a central do serviço.

- PUB -

Quando a central atende a chamada, comunica com a pessoa que pede auxílio através do altifalante, sendo feito um primeiro rastreio à ocorrência. A central dispõe de informação detalhada relativa a cada pessoa, como doenças, tipo de problemas associados e contactos telefónicos da rede social/familiar.

Se algo aconteceu, é de imediato desencadeada uma chamada para as pessoas referenciadas como de apoio a quem pede ajuda, para que se desloquem a sua casa. Em seguida, a central entra em contacto com a pessoa idosa, monitoriza a situação e, se for necessário, acciona os mecanismos de socorro.

Os destinatários do serviço de teleassistência podem apresentar a sua candidatura através do preenchimento de um formulário, que em seguida deverá ser enviado para o contacto de email: [email protected]

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

António Costa anuncia que Portugal vai pedir à União Europeia que Península de Setúbal passe a ser uma NUT II

O primeiro-ministro diz que a Península de Setúbal está a ser fortemente penalizada por estar integrada na estrutura nominal da AML  

Área Metropolitana de Lisboa assegura transporte rodovidário sadino até chegada da Carris Metropolitana

É necessário "dar continuidade às Autorizações Provisórias até a entrada do novo operador, de forma a evitar a ruptura dos serviços públicos de transporte rodoviário de passageiros no concelho de Setúbal"
- PUB -