9 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Alcácer do Sal já tem sala especial para ajudar quem sofre de doenças físicas e demenciais

Alcácer do Sal já tem sala especial para ajudar quem sofre de doenças físicas e demenciais

Alcácer do Sal já tem sala especial para ajudar quem sofre de doenças físicas e demenciais

Projecto de “Snoezelen”, criado pela autarquia e pelo agrupamento de escolas, está instalado na EB Pedro Nunes e é único no País

 

É de “Snoezelen” e é única em Portugal esta sala que apresenta “máquinas que capacitam a monitorização de tensão arterial e pulsação para captação de comunicação de pessoas com patologias da fala ou expressão”. Trata-se de um projecto criado pela Câmara Municipal de Alcácer do Sal e pelo agrupamento de escolas local, que está pronto e na posse do município desde a passada segunda-feira.

Concluída, a sala instalada na Escola Básica Pedro Nunes foi entregue ao município numa “cerimónia” que contou com as presenças de Vítor Proença, presidente da autarquia, e da vereadora da Educação Vera Letras, além de Nelson Latas, director do agrupamento escolar, acompanhado pelos restantes membros da sua direcção.

A Sala Snoezelen “é um espaço equipado com material para estimulação sensorial, um local feito de luz, sons, cores, texturas e aromas, onde os objectos são coloridos e disponibilizados para serem tocados e admirados”, explica o município.

Originalmente, adianta a edilidade, a criação do espaço visou dar resposta às “várias deficiências físicas e mentais, com a estimulação sensorial a ser utilizada como promotora de relaxamento e lazer, especialmente aos que estão em processos demenciais”. Mas também apresenta uma “vertente preventiva e de alívio da dor ou facilitadora de aprendizagens ou descoberta de emoções e reacções”. Até porque, conforme salienta a autarquia, “actualmente o Snoezelen é utilizado quotidianamente nos campos de reabilitação, saúde, formação e terapia ocupacional”, além de ser “também utilizado em estruturas escolares e de tratamento para crianças com deficiências e autismo”.

O município vai agora “desenvolver acções de formação junto de técnicos de Instituições Particulares de Solidariedade Social [IPSS] do concelho, de forma a capacitá-los a trabalhar no [referido] espaço”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -