23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Número de turistas no Litoral Alentejano aumenta a ritmo mais brando este ano

Número de turistas no Litoral Alentejano aumenta a ritmo mais brando este ano

Número de turistas no Litoral Alentejano aumenta a ritmo mais brando este ano

Região registou em 2024 um total de 39 126 dormidas nos meses de Janeiro e Fevereiro. Grândola e Sines seguram crescimento contínuo

O Litoral Alentejano – que engloba os concelhos de Alcácer do Sal, Grândola, Odemira, Santiago do Cacém e Sines – voltou a registar um crescimento turístico nos primeiros dois meses deste ano, face a igual período de 2023 e 2022. Os dados do Instituto Nacional de Estatística relativos a dormidas, em Janeiro e Fevereiro, demonstram a tendência de um contínuo aumento do número de visitantes neste território, enquanto região. Mas nem todos os concelhos evidenciam a mesma cadência.

- PUB -

Em 2024, o Litoral Alentejano recebeu, no primeiro bimestre, 39 497 hóspedes nos estabelecimentos de alojamento turístico. Número que traduz um aumento pouco expressivo (0,9%) em relação ao verificado no mesmo período de 2023 (39 126 hóspedes), mas significativo (15,2%) quando comparado com o registo de 2022 (33 481 pernoitas).

Este sucessivo crescimento turístico nos últimos anos não espelha, porém, aumentos em cada um dos cinco concelhos. Alcácer do Sal, Odemira e Santiago do Cacém são disso exemplo.

Em Alcácer o somatório das dormidas em Janeiro e Fevereiro de 2024 foi de 2 603, o que representa um decréscimo de 382 comparativamente com o ano anterior – 2023 foi o mais forte dos últimos três anos (2 985 registos de hospedagem). Ainda assim, 2024 apresenta um aumento de 433 dormidas face a 2022 (ano em que se registaram 2 170).

- PUB -

Odemira é o único concelho do Litoral Alentejano a registar uma quebra de números no primeiro bimestre, quando comparado o ano de 2024 com os de 2023 e 2022. Registou este ano 9 757 turistas hospedados, menos 614 do que em 2023 (10 371 dormidas) e menos 131 face a 2022 (9 888 dormidas). Este é o segundo concelho do Litoral Alentejano com maior número de turistas alojados nos dois primeiros meses de cada ano.

Já Santiago do Cacém, tal como Alcácer do Sal, apresenta em 2024 números inferiores a 2023 mas que são superiores a 2022. O total de Janeiro e Fevereiro deste ano foi de 6 313 dormidas, ao passo que em 2023 foi de 6 385, quedando-se em 2022 pelas 5 968 pernoitas.

Grândola a liderar e Sines a crescer mais

- PUB -

Sempre com crescimento turístico nos dois primeiros meses destes últimos anos, mostram-se Grândola e Sines, o que explica o aumento (em termos globais) do Litoral Alentejano registado em 2024, face ao mesmo período de 2023 e 2022.

Grândola, que lidera os números de dormidas com registos sempre acima da casa das 10 mil – fasquia só alcançada também por Odemira, mas por uma vez (em 2023) –, distancia-se dos demais concelhos desta região. Este ano acomodou 13 665 turistas, mais 712 do que no ano anterior (12 953) e mais 2 265 face ao registo de há dois anos (foram 11 400 as dormidas em 2022).

Porém, é Sines o concelho que tem vindo a crescer a um ritmo maior, muito embora a margem do aumento para Grândola na comparação de 2024 com 2023 possa ser considerada residual. O território de Vasco da Gama registou este ano, na soma dos meses de Janeiro e Fevereiro, 7 159 turistas alojados, o que se traduziu num aumento de 727 dormidas face a 2023 (ano em que, no referido período, foram contabilizados 6 432 visitantes) e num crescimento acentuado de 3 104 em relação a 2022 (ano em que se registaram 4 055 hóspedes).

Os primeiros dois meses de 2023, face ao período homólogo de 2022 e 2024, foram mais proveitosos para três dos cinco concelhos da região alentejana: Alcácer do Sal; Odemira; e Santiago do Cacém. Deste trio, neste ano, foi Odemira quem sofreu uma diminuição de dormidas mais acentuada (614). Os dois outros concelhos do Litoral Alentejano, Grândola e Sines, tiveram em 2024 o melhor arranque dos últimos três anos, mantendo um crescimento consecutivo.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -