4 Dezembro 2021, Sábado
- PUB -
InícioEmpresasPublireportagem - “Para o futuro a questão que se põe é inovar...

Publireportagem – “Para o futuro a questão que se põe é inovar ou morrer”

Para a imobiliária de luxo, adaptada à nova realidade da Covid-19, as prioridades passam por dar visibilidade à marca e “recrutar”

A RE/MAX Collection, marca que provém da RE/MAX, é a primeira e única imobiliária em Setúbal que se dedica ao segmento dos imóveis de luxo, através da RE/MAX Collection Lounge.

- PUB -

José Calhau, CEO da agência sediada na cidade, revela a O SETUBALENSE quais os objectivos definidos para o curto, médio e longo prazo: “dar a visibilidade que a marca merece e aumentar a sua força de vendas”.

Como está a RE/MAX Collection Lounge a viver a realidade do mercado causada pela Covid-19?

A RE/MAX Collection Lounge, à semelhança das outras lojas RE/MAX Lounge, tem estado a viver esta nova realidade do mercado causada pela Covid-19 de forma muito tranquila. Por sermos um dos principais “players” do mercado imobiliário na Margem Sul, temos uma responsabilidade acrescida no que toca a tudo o que diz respeito ao tema da pandemia.

- PUB -

Actualmente, não notamos grandes alterações no mercado fruto da crise pandémica que, infelizmente, nos assolou a todos. Os preços têm mantido o seu nível pré pandemia e, em alguns casos, há zonas específicas que até aumentaram os seus valores de imóveis comparativamente a outros locais. As ligeiras alterações que se verificaram de redução de preços trataram-se, na nossa opinião, do próprio mercado a ajustar valores do pré-covid.

Registámos de inicio uma quebra pontual no nosso volume de negócios, mas, apesar de todas as limitações que a pandemia, infelizmente, nos impôs, os nossos consultores continuaram a celebrar, com a devida protecção, cautela e precaução, CMI’s, CPCV’s e escrituras, evitando ao máximo quebrar as expectativas que proprietários e compradores criaram ao longo do tempo.

Estamos paulatinamente a voltar a valores e números de transações idênticos aos que vivíamos antes da Covid-19.

- PUB -

A relação com o cliente é muito próxima.Que formas alternativas encontraram de comunicação e divulgação da vossa oferta?

Na promoção e divulgação dos imóveis passámos a utilizar muito o vídeo. A maioria dos nossos imóveis possuem a faculdade de os clientes os visitarem virtualmente o que facilita em muito o nosso trabalho, bastante limitado pelas medidas de protecção. Fazemos muitas vezes visitas utilizando a videochamada. O cliente comprador não precisa de ir ao local.

Os nossos consultores, através de um smartphone, procedem a uma videochamada em tempo real com o cliente, fazendo umatour pelo imóvel, demorando o tempo que for necessário para que o comprador fique perfeitamente elucidado sobre todas as características do imóvel.

Quando tal não é possível, e é necessária a visita presencial, os nossos consultores, para além de o fazerem completamente protegidos com EPI contra Covid 19 (Álcool gel, luvas, máscara, pés de protecção aos sapatos e em alguns casos bata), estão também habilitados a disponibilizar EPI idêntico aos clientes que visitam o imóvel. Durante a visita não há contacto físico, quer com o imóvel e seus componentes, quer com proprietários, pois os mesmos não estão presentes.

Nesta altura quais são os projectos mais visíveis?

Neste momento passam por uma presença muito efectiva no mercado, dar visibilidade à marca e recrutar, recrutar, recrutar.

Para obter a visibilidade e notoriedade que desejamos, para além de estarmos presentes em muitos eventos quer de carácter quer desportivo, quer cultural, necessitamos de aumentar a nossa força de vendas.

Estamos neste momento em processo de recrutamento e pretendemos ter nas nossas fileiras pessoas empreendedoras, profundamente conhecedoras do mercado imobiliário do distrito de Setúbal.Pessoas que privilegiem a gestão da sua agenda diária e pretendam dar aos seus filhos e famílias uma vida melhor, tanto em termos financeiros, como em qualidade de tempo com eles passado.

Esta é uma actividade que não tem limites em termos de remuneração, tudo dependendo do foco, do querer e do empenho que cada consultor coloca na sua actividade diária. Este é o nosso projecto mais importante actualmente.

Que balanço faz deste ano atípico?

Felizmente, até à data, temos de fazer um balanço positivo deste ano tão fora do normal e tão incomum.

Para o Grupo Lounge em geral e para a loja Collection em particular, o 2020 pandémico revelou-se como um ano de consolidação, de adaptação, mas também de muita aprendizagem. Fomos obrigados a inovar e adaptar.Os nossos consultores e staff viram-se obrigados a aprender a trabalhar desde casa durante longos períodos, estando sempre disponíveis remotamente para os nossos clientes.

O contacto pela primeira vez com tecnologias que nos ligam com centenas de pessoas ao mesmo tempo, até do outro lado do mundo, como as plataformas do ZOOM e outras idênticas, vieram trazer aos nossos colaboradores uma vantagem que não possuíam anteriormente. Com um clique passaram a conseguir reunir com clientes da China, Brasil, EUA,etc, sem saírem da sua sala. Foi um avanço incrível para a forma de trabalhar tradicional pré-covid.

Quanto a projectos para o futuro penso que a questão se põe é inovar ou morrer. A nossa oportunidade é agora e temos de pensar, tal como os jogadores de xadrez, sete jogadas à frente. Temos de ter a habilidade de pensar o futuro com imaginação e sabedoria.

Visão! Qual a nossa visão? Onde queremos estar e onde queremos que a nossa empresa esteja, daqui a 5 ou 10 anos? Depois é planear e executar. Em termos de projectos, tudo se resume a isso.

[Fancy_Facebook_Comments language="pt_PT"]
- PUB -

Mais populares

Dirigir o Vitória Futebol Clube no feminino: as mulheres nos actuais órgãos sociais do clube sadino

Sara Ribeiro, Ana Cruz, Dulce Soeiro e Helena Parreira partilham as suas vivências no clube, cujo regresso à I Liga tanto anseiam   Quando questionadas sobre...

Tribunal reconhece direito de retenção de casas a famílias de Azeitão após falência de cooperativa

Decisão reconhece que famílias têm os seus créditos "garantidos" e "reconhecidos" pelos montantes que já pagaram, e que, como “consumidores” e por "tradição", têm...

Novas máquinas permitem emitir ou carregar cartão Navegante em apenas “um minuto”

Para já, encontra-se disponível um equipamento em cada um dos nove concelhos do Distrito que integram a AML   Os passes de transportes públicos Navegante podem...
- PUB -