1 Março 2024, Sexta-feira
- PUB -
InícioEdição 1000Especial 165 AnosSocorros mútuos: Associação mais antiga do concelho de Sesimbra continua a sonhar...

Socorros mútuos: Associação mais antiga do concelho de Sesimbra continua a sonhar com o futuro

Fundada há 525 anos pelo rei D. João II, prepara-se para crescer e mudar de instalações pela primeira vez

 

- PUB -

Fundada pelo rei D. João II em 1495 e na altura denominada de Confraria Do Espírito Santo Pescadores e Mareantes da Vila de Sesimbra, a actual Associação de Socorros Mútuos Marítima e Terrestre da Vila de Sesimbra é a associação mais antiga do concelho sesimbrense. Com mais de cinco séculos de vida, a instituição encontrou a sua sustentabilidade e prepara-se para crescer e mudar de instalações pela primeira vez desde a sua génese.

“A grande preocupação à época era tratar do corpo e da alma. Havia um hospital no rés-do-chão da Capela do Espírito Santo e o primeiro andar era o local onde se fazia o culto. Uns séculos depois a associação começou a perder a sua influência e, quando surge a Santa Casa, perdeu algumas competências que hoje não tem, também ao abrigo do novo código das associações mutualistas”, conta Guilherme Rasteiro, presidente da direção. A antiga confraria viu o seu compromisso alterado em 1858, passando à categoria de associação mutualista, e a mudança de nome deu-se com a alteração dos estatutos no final do século XIX.

“Hoje estamos nos tempos modernos e o nosso trabalho limita-se ao apoio a outras instituições. Promovemos também passeios culturais, confraternizações, encontros e pequenas conferências e vamos arrecadando as nossas receitas, que provêm dos imóveis e das quotas, para apoiar outras IPSS”, explicou.

- PUB -

Durante uma grande parte da sua história, a Associação de Socorros Mútuos tratou os trabalhadores do mar que caraterizam a vila. “O Hospital do Espírito Santo, na capela, foi um dos primeiros no país e foi uma coisa inovadora à época. Conseguiram que as classes que trabalhavam no mar pudessem ter apoio hospitalar, desde que fossem confrades”, recordou. Atualmente, tanto a capela como a farmácia que pertencem à instituição estão alugadas à autarquia e a um privado, respetivamente, o que permite uma sustentabilidade que possibilita o apoio financeiro à Santa Casa, Bombeiros Voluntários, Grupo Vicentino da Paróquia de Santiago e à Cercizimbra.

Em 525 anos, houve vários períodos conturbados em que a continuidade foi posta em causa. “Quando a capela deixou de receber o culto e entrou numa fase de degradação, estivemos para desaparecer. Entretanto a Câmara Municipal alugou esse espaço, tal como já tinha sido alugada a farmácia a uma família”, contou Guilherme Rasteiro, revelando que uma doação recente veio permitir sonhar mais alto: “Recebemos de uma sócia benemérita, a dona Luísa Emília Reis Neves, um imóvel em testamento que acabou por tornar possível um conjunto de objetivos. Vai proporcionar-nos uma sede no rés-de-chão. Como muitos dos nossos associados são pessoas com mais de 60 anos de idade, há dificuldade em subir escadas e este novo espaço vai permitir que estejamos mais próximos da população”, revelou, esclarecendo que o objetivo “não passa por montar serviços”, embora no futuro possam nascer novas valências, desde que estas ainda não existam na vila.

Quanto ao trabalho em prol da associação, o presidente destacou o empenho das várias direções que passaram pelos corpos sociais. “Como se dizia no nosso início, temos uma parte corporal e outra espiritual. Quando aqui andamos, estamos menos na parte monetária e mais na parte de apoio aos que nos rodeia. É isso que tem norteado as direções que têm passado aqui nestes anos. As pessoas que estiveram aqui, estiveram ao serviço da associação sem objetivos pessoais e financeiros. Se assim não fosse, dificilmente continuaríamos no ativo”, garantiu.

- PUB -

B.I
Nome: Associação de Socorros Mútuos Marítima e Terrestre da Vila de Sesimbra
Data de fundação: 1495
Número de sócios: 185
Atividades principais: Apoio a IPSS locais, dinamização de passeios culturais e outras atividades de lazer

- PUB -

Mais populares

Homem encontrado morto em casa no centro de Setúbal [Actualizada]

Cadáver de José, de 66 anos, foi transportado para a morgue do Hospital de São Bernardo para realizar autópsia

PJ investiga cadáver encontrado no interior de uma viatura em Setúbal

Populares alertaram as autoridades pelas 22h30. Homem, de 57 anos, terá morrido por causas naturais

Pedro Catarino já é goleador-mor dos sadinos na 1.ª Divisão da AF Setúbal

Com cinco golos no Vitória B, avançado do plantel principal volta a ser decisivo
- PUB -