16 Maio 2022, Segunda-feira
- PUB -
InícioDossiêEspecial 165 AnosMusical Clube Alfredo Keil: "Na associação promoviam-se tradições muito bonitas"

Musical Clube Alfredo Keil: “Na associação promoviam-se tradições muito bonitas”

Fortemente ligada às elites da vila de Aldeia Galega, a colectividade mantém-se actualmente activa “pelo carinho dos sócios”

 

- PUB -

 

Com o propósito de “reunir pessoas abastadas da vila de Aldeia Galega para conviverem e trocarem ideias, um grupo de cidadãos fundou, a 1 de Dezembro de 1909, o Musical Clube Alfredo Keil”, assim intitulado em “homenagem ao compositor do Hino Nacional português”, começa por explicar Rafael Guarda, presidente da colectividade. “Era neste local que as elites se encontravam, onde as senhoras tomavam chá e os homens jogavam às cartas”. Assim funcionou, durante vários anos, como “clube elitista, onde apenas podiam entrar sócios de renome”.

“Promoviam-se no espaço da associação tradições muito bonitas. Havia escola de música, de piano e teatro. Organizavam-se bailes de chita, nos quais as senhoras criavam as suas próprias vestimentas”, conta Rafael Guarda, acrescentando que, “infelizmente, são actividades que já não se fazem, pois o interesse pelo associativismo tem vindo a diminuir”. Por este motivo, “a associação esteve para fechar antes da actual direcção tomar posse, chegando ao ponto de não ter o que oferecer aos sócios”. “Como era um clube fechado as pessoas não tinham interesse em tornar-se associadas”, mas esta situação viria a ser revertida “graças à nova direcção”, que “em dois anos conseguiu aumentar o número de associados para 250”, através de “iniciativas voltadas para os interesses da população”.

- PUB -

“Promovemos debates, noites de fado e temáticas. Somos a sede do Clube Tauromáquico do Montijo e temos, também, organizado um evento grande, onde preparamos uma paella para 300 pessoas. Com as verbas angariadas temos conseguido avançar com a realização de obras na sede do clube”. “Desde a remodelação da entrada, das escadas e da cozinha, temos melhorado as condições do espaço”, conta. A próxima intervenção vai acontecer “no tecto pois a sua estrutura está gasta”.

Eleito presidente “há cinco anos”, Rafael Guarda afirma que, “em retrospectiva, tem sido difícil manter a associação” pois “as fontes de rendimento são cada vez menos”, mas não perde a esperança “de que vai correr bem”. “O que me motiva a continuar é ver o carinho e o amor demonstrados pelos sócios pela colectividade. Vermos a sua felicidade pelo clube continuar já valeu a nossa dedicação”, confessa.

Rafael Guarda, actual presidente da colectividade

Para o futuro, existe a ambição de “reaver algumas tradições já extintas”. “Queremos organizar, de novo, passeios com os seniores a Espanha, para assistirem a corridas de touros, realizar passeios de bicicleta, maratonas e torneios de futebol de salão. Um outro ponto que gostávamos de concretizar era a Câmara Municipal do Montijo adquirir o imóvel para a associação conseguir manter a sua sede”, conclui.

- PUB -

B.I.
Nome: Musical Clube Alfredo Keil
Também conhecida por: MCAK
Localidade: Montijo
Data de Fundação: 1 de Dezembro de 1909
Principais actividades: Actividades culturais e convívio entre sócios
Actual presidente: Rafael Guarda

Comentários

- PUB -

Mais populares

Igor Khashin e Yulia Khashina: “O nosso trabalho de 20 anos foi destruído num dia”

Casal russo que está no centro da polémica com o acolhimento de refugiados ucranianos em Setúbal responde a todas as perguntas

“A Judiciária que investigue, não temos nada a esconder”

Igor Khashin e Yulia Khashina falam pela primeira vez após o inicio da polémica

Matias Damásio a abrir com The Gift pelo meio e Dulce Pontes a fechar as Festas de São Pedro

Calendário das três actuações está definido. Depois de dois anos de interregno, a tradição volta a ser o que era
- PUB -