26 Junho 2022, Domingo
- PUB -
InícioDossiêEspecial 165 AnosAssociação de comerciantes distingue-se pela alargada representatividade no distrito

Associação de comerciantes distingue-se pela alargada representatividade no distrito

Entre comércio, indústria, serviços e turismo, conta com 4 mil associados

 

- PUB -

Chama-se Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo do Distrito de Setúbal desde 12 de Julho de 2012 e abrange hoje as pessoas singulares ou colectivas que se dedicam ao desenvolvimento de actividade comercial, industrial, turística ou de prestação de serviços no distrito de Setúbal. A origem da associação remonta no entanto a 8 de Novembro de 1897, fundada enquanto Liga Comercial dos Revendedores de Víveres.

Em Julho de 1929, a Liga viria a ser transformada em Associação Comercial de Setúbal, alargando o âmbito das suas actividades a outros ramos do comércio. Uma década mais tarde, é integrada na Organização Corporativa Nacional, passando a denominar-se Grémio do Comércio do Concelho de Setúbal e a agrupar os municípios de Alcácer do Sal, Almada, Grândola, Palmela, Santiago do Cacém, Sesimbra, Setúbal e Sines.

O Grémio do Comércio passa a chamar-se Associação dos Comerciantes de Setúbal em 1975 e os restantes Grémios em actividade no distrito adoptam a mesma designação. Mais tarde, a Assembleia-Geral da Associação dos Comerciantes de Setúbal decide “conduzir a fusão com as suas homólogas” do Seixal, Montijo e Alcochete. Assim nasce a Associação dos Comerciantes do Distrito de Setúbal, reunindo uma maior área de actuação e um maior número de associados, que ganha em 2012 a denominação que mantém até hoje.

- PUB -

“Já tivemos tempos áureos, nos quais chegámos a ter 10 mil associados. Actualmente, as coisas estão muito diferentes. Desde a crise económica, de há 10 anos para cá, os nossos associados baixaram muito e agora com a pandemia ainda mais”, começa por referir Isaú Maia, presidente da ACISTDS, que tem como missão “a defesa dos legítimos interesses e direitos de todos os associados, o seu prestígio e a sua dignificação” e se destaca “pela singularidade de ser a única no distrito com tamanha representatividade”.
A associação reúne hoje 4 mil associados, dos vários ramos de actividade, na maioria pertencentes a micro e pequenas empresas. O presidente da instituição garante que irá “fazer tudo para conservar os nossos associados, dando-lhes o apoio de que precisam” e acrescenta que têm prestado aconselhamento de acordo com a informação disponível “a nível nacional e a nível da Confederação do Comércio e Serviços de Portugal, que nos tem facultado muita”.

ACISTDS estabelece protocolo com autarquias

A Associação do Comércio, Indústria, Serviços e Turismo possui, para além da sede em Setúbal, várias delegações em Almada, Montijo e Alcochete, Santiago do Cacém e Sines, Seixal e Sesimbra, marcando assim presença em todo o território.

- PUB -

“Estamos neste momento a fazer protocolos de colaboração com todas as câmaras municipais do distrito para percebermos em conjunto de que forma podemos ajudar os microempresários, que são muitos, e que precisam de apoio”, diz o dirigente.

“Já reunimos com Seixal, Alcochete, Montijo, Sines, Sesimbra e Almada, com quem estamos neste momento a delinear o protocolo”, continua E explica que “com as restantes ainda não se realizou a reunião” mas tem “a certeza de que todos vão aderir. É proveitoso para os empresários, os municípios com certeza não vão deixar de querer ajudá-los também, e nós também não conseguimos dinamizar o comércio no distrito sem a ajuda das câmaras”.

Face à conjuntura em que vivemos devido à pandemia de Covid-19, Isaú Maia considera que agora o mais importante é impedir que as empresas cessem a sua actividade e assegura que é nisso que a associação está empenhada. “Uma coisa muito importante é alterar, se necessário, o ramo de negócio. Há muitos associados cujos ramos estão ultrapassados derivado a esta crise, ou proceder pelo menos à adaptação do mesmo, através das novas tecnologias”, explica, adiantando que nesse sentido “a ACISTDS está a dar já alguma formação e pretende acentuá-la para que todos possam melhorar as suas condições comerciais no mercado. As novas tecnologias dinamizam o comércio”.
Para o que há-de vir, Isaú Maia assegura que a associação se encontra “inteiramente disponível para discutir e ajudar todos os empresários do distrito, sobretudo as microempresas, que são as que mais precisam neste momento”.

Comentários

- PUB -

Mais populares

Avó e mãe de Jéssica cantaram em programa da TVI enquanto menina estava sequestrada

Família materna da vítima marcou presença em caravana de “Uma Canção Para Ti” na véspera da morte da criança

“Queremos ser uma das maiores potências desportivas do distrito de Setúbal”

Tiago Fernandes, presidente do Juventude Sarilhense

Menina de três anos morre em caso suspeito de maus tratos pela ama

Criança apresentava ferimentos na boca e nariz e hematomas no corpo. Ama disse que tinha caído de uma cadeira no dia anterior
- PUB -