6 Outubro 2022, Quinta-feira
- PUB -
InícioDossiê167º aniversárioUm elo de ligação com a comunidade local

Um elo de ligação com a comunidade local

Que se enganam bem quem pensa que um órgão regional de comunicação social possa ser visto como um meio menor

 

- PUB -

Na celebração dos 167 anos de O SETUBALENSE, erguemos convosco a nossa taça. E fazemo-lo não apenas pelo brilhos das velas que coroam um trilho de 167 anos, que é uma marca assombrosa no percurso de uma viagem por mares nem sempre calmos, mas também celebrando o rigor, a independência e o serviço prestado aos leitores. Que se enganam bem aqueles que pensam que um órgão regional de comunicação social possa ser visto como um meio menor, que se enganam bem aqueles profetas que já nos cansaram de previsões de mortes anunciadas.

O SETUBALENSE e muitos outros títulos como ele, representam para a comunidade da Península de Setúbal (mas não apenas), um elo de ligação com a realidade local, a quem estão atentos, por quem nutrem carinho, que chegam a factos e notícias a que nenhum outro órgão ou título chegam a alcançar.

Que se adaptam aos tempos, que inovam na forma de chegar às mãos, e, hoje, também aos olhos e ouvidos dos leitores. Que orgulho desmedido sentiria o autor do primeiro prelo impresso há quase dois séculos! Então como hoje, inseridos nas comunidades locais. São “dos nossos”. E aos nossos desejamos sempre longa e próspera vida. Parabéns ao jornal O SETUBALENSE.

- PUB -

 

Presidente da Junta de Freguesia da Moita

Comentários

- PUB -

Mais populares

Primeira pedra de construção de empreendimento à beira-rio lançada no município do Barreiro

Novo espaço habitacional pretende atrair famílias locais e jovens a um preço razoável   O lançamento da primeira pedra de construção do novo empreendimento que vai nascer...

Acidente de trabalho com um reboque faz um morto e um ferido

Vitimas estavam a trabalhar debaixo da estrutura que lhes caiu em cima

Polícia Judiciária detém homem em Setúbal suspeito de dezenas de crimes de pedofilia

Suspeito aproveitou-se do facto de coabitar com a jovem de 17 anos para a sujeitar a abusos sexuais, que terão tido início quando a vítima tinha 12 anos
- PUB -