12 Junho 2024, Quarta-feira

- PUB -
Vitorianos mobilizam-se para ajudar equipa a trazer ‘caneco’ para Setúbal

Vitorianos mobilizam-se para ajudar equipa a trazer ‘caneco’ para Setúbal

Vitorianos mobilizam-se para ajudar equipa a trazer ‘caneco’ para Setúbal

O Estádio Nacional, em Oieiras, é segunda-feira, pelas 16 horas, palco da final da edição 2023/24 do Campeonato de Portugal. O Vitória, primeiro classificado da série 2 da fase de subida, discute com o Amarante, vencedor da série 1, o troféu de campeão da prova numa partida em que os adeptos setubalenses estão a mobilizar-se de forma a não faltar apoio na bancada aos comandados de José Pedro.

A enorme procura de bilhetes no Bonfim, estádio onde só nas primeiras três horas em que os ingressos estiveram disponíveis foram vendidos mais de 1500 bilhetes, deixa antever uma forte presença à equipa no Jamor. De quarta-feira, dia em que foram colocados à venda, até ontem ao início da tarde, O SETUBALENSE apurou que o número de bilhetes comprados pelos vitorianos duplicou.

- PUB -

Apesar do provável abrandamento no ritmo de procura dos ingressos, os responsáveis sadinos acreditam que nos próximos dias mais alguns milhares de adeptos se vão juntar aos que já têm o seu lugar reservado na final. Além o natural entusiasmo de se discutir a conquita de um troféu, a proximidade entre Setúbal e o Estádio Nacional (cerca de 55 quilómetros) e o preço dos bilhetes (quatro e seis euros) são factores que contribuem para a forte adesão.

Vindos de diferentes quadrantes não têm faltado mensagens de apelam à presença massiva dos sadinos no Jamor, a começar pelos elementos do plantel. O capitão Tiago Duque revelou, logo após o duelo de sábado com o Lusitânia dos Açores que garantiu a presença na final, que a meta traçada pelo grupo de trabalho passava por presentear os vitorianos. “Era nosso objectivo estar na final para darmos este presente aos adeptos do Vitória”.

O adjunto Jaime Coelho, que substituiu o treinador José Pedro (cumpriu castigo) no banco de suplentes no duelo com os insulares, vincou no final do encontro o bom trabalho realizado, apesar da derrota com o Lusitânia na derradeira ronda. “É um fim de época em grande. Os nossos jogadores foram grandes e soubemos sofrer. Procuraremos ser felizes de novo no Jamor”, disse o técnico que no Jamor já terá José Pedro a liderar a equipa.

- PUB -

Edinho, ex-avançado sadino e actual director técnico, também fez questão de lançar o repto aos que amam e sentem o Vitória. “Apelo a todos os vitorianos para que marquem presença na final e juntos apoiarmos esta equipa para alcançar o objectivo da época frente a um adversário de qualidade. Assim, mostramos mais uma vez ao país quem somos, de onde somos e do que somos capazes”, escreveu na sua conta de Instagram.

Clube apresenta recurso

Numa altura em que todos os vitorianos apenas queriam falar da final do Campeonato de Portugal há um assunto que tem também dominado a atenção dos adeptos que viram a sua equipa assegurar dentro do campo a promoção à Liga, mas arriscam a não poder fazê-lo porque “a Comissão de Licenciamento da FPF deliberou não atribuir a licença para participação na Liga 3 na época 2024/25, por alegadamente não ter sido apresentada declaração emitida pela Segurança Social por forma a evidenciar a situação contributiva devidamente regularizada, o que terá resultado no incumprimento de um dos critérios financeiros”.

- PUB -

Em comunicado publicado pelo Vitória nas suas redes sociais, o clube avança ter recorrido da decisão, cujo veredicto final chegará a 20 de Junho, dia em que a FPF publica a lista definitiva. “Dado que a SAD realizou as diligências exigíveis para poder cumprir o referido critério e apresentou declaração que considerou constituir documento com valor jurídico bastante, foi interposto recurso para a Comissão de Recurso, nos termos do Regulamento de Licenciamento de Clubes para Competições da FPF, do qual se aguarda decisão”.

E acrescentam: “os esclarecimentos acerca desta matéria e das insolvências declaradas pelo Tribunal Judicial da Comarca de Setúbal, em relação às quais foram já entregues Planos de Recuperação, serão prestados na Assembleia Geral Extraordinária convocada para o dia 14 de junho de 2024, pelas 20h30 no Pavilhão Antoine Velge”.

Por último, o clube apela à mobilização dos setubalenses para o Jamor. “Sem prejuízo das acções em curso, no culminar do trabalho de uma época na qual o futebol sénior garantiu com mérito desportivo a subida à Liga 3, estão a direcção e a SAD do Vitória convictas de que os vitorianos estarão presentes em elevado número no Jamor para apoiar exemplarmente a equipa, como sempre foi a sua tradição, e demonstrar mais uma vez ao país a força do vitorianismo”.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -