23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Vitorianas vencem Tirsense e garantem manutenção na 2.ª Divisão em 2024/25

Vitorianas vencem Tirsense e garantem manutenção na 2.ª Divisão em 2024/25

Vitorianas vencem Tirsense e garantem manutenção na 2.ª Divisão em 2024/25

Madalena Louro bisou no jogo em que Carolina Santana também contribuiu para o 3-0 final

 

Objectivo cumprido. Ainda a faltarem duas jornadas para o final da fase de manutenção do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão de futebol feminino, o Vitória assegurou no sábado a sua continuidade na competição na próxima temporada. O triunfo, por 3-0, alcançado na casa do Tirsense, confirmou o excelente momento das sadinas, que somaram o seu sexto êxito consecutivo fora de portas e consolidou o 3.º posto na tabela classificativa.

- PUB -

A defesa Madalena Louro, autora de dois golos na partida realizada no Parque Desportivo de Refojos, foi a figura de um encontro em que a avançada Carolina Santana também marcou. Frente ao conjunto de Santo Tirso, as comandadas de Cláudia Cruz conseguiram adiantar-se no marcador, aos 38 minutos, por intermédio de Madalena Louro, de 26 anos, que bisou no jogo em que o Vitória chegou ao intervalo a ganhar por 1-0.

Em desvantagem no marcador, o treinador das anfitriãs Sérgio Clemente operou antes de estar cumprida uma hora de jogo (57 minutos) três substituições de uma assentada (Joana Rodrigues, Isabela Pereira e Luana Machado entraram para os lugares de Ana Vieira, Ana Araújo e Vanessa Cardoso, respectivamente) para tentar, sem sucesso, mudar o rumo dos acontecimentos.

Determinadas a aproveitar as ocasiões que pudessem surgir para voltar a ‘facturar’, as verdes e brancas voltaram as ser eficazes em zona de finalização aos 61 minutos, desta vez através da atacante Carolina Santana, de 22 anos. O 2-0 obrigou o Tirsense a tentar reagir de forma a procurar o golo que lhes permitisse reentrar na discussão do resultado e na tentativa de resgatar um ponto no jogo.

- PUB -

Mais uma vez, o técnico da turma de Santo Tirso recorreu, aso 72 minutos, ao banco de suplentes para procurar dar uma sacudidela na sua equipa. As entradas de Joana Ferreira e Ana Machado para os lugares de Rita Leite e Ana Martins não trouxeram problemas às vitorianas que apenas, aos 78 minutos, fizeram a primeira substituição no encontro (Carlota Filipe rendeu Ana Silva).

Tranquilas na partida e confortáveis com a vantagem de dois golos, as vitorianas conseguiram na recta final acercar-se várias vezes com perigo da baliza defendida por Joana Costa. Num desses lances e com total naturalidade, a equipa que viajou de Setúbal até ao Norte do país chegou ao 3-0 graças ao ‘bis’ de Madalena Louro, que, aos 81 minutos, arrumou de vez com as dúvidas que pudessem existir sobre quem seria o vencedor.

Nos minutos finais, a treinadora Cláudia Cruz ainda fez mais duas mexidas na equipa. Aos 85, Rita Simão e Guadalupe Bravo substituíram, respectivamente, Maria Correia e Lígia Ribeiro. Recorde-se que de início, as sadinas alinhara com Joana Simões, Madalena Louro, Lara Batista, Maria Correia, Adriana Baguinho, Inês Pinto, Ana Silva, Inês Moreira, Lígia Ribeiro, Carolina Santana e Raquel Baltazar.

- PUB -

No banco de suplentes, além das três atletas que entraram em campo no decorrer do encontro (Carlota Filipe, Rita Simão e Guadalupe Bravo), estiveram no duelo travado no Parque Desportivo de Refojos, Cristina Nunes, Sofia Cunha, Carla Cardoso, Ana Correia, Maitê Nascimento e Inês Macedo.

 

Desforra do desaire em Setúbal

 

Apesar de no plantel feminino vitoriano não encararem o 3-0 do fim-de-semana como uma ‘vingança’ da derrota que tinham sofrido, por 4-1, na partida realizada no Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal, no passado dia 27 de Janeiro, a realidade é que as verdes e brancas tiveram agora uma espécie de desforra, exactamente pela mesma diferença de golos (três) da partida em que tinham sido anfitriãs.

O desfecho confirmou o excelente momento que o Vitória atravessa – nas últimas sete jornadas ganharam seis (3-0 ao Tirsense, 4-1 ao Boavista, 1-0 Futebol Benfica, 2-1 ao GD Ilha, 2-0 ao Souselas e 4-1 ao Lusitânia de Lourosa) e apenas perderam uma (2-0 com Futebol Benfica) –, e que quer prolongar nas últimas duas rondas do campeonato diante do Romariz Lousada e do Boavista.

O primeiro desses embates será a 27 de Abril, pelas 16:00 horas, no Recinto Desportivo “Casa de Romariz”, palco em que as sadinas vão tentar fazer o pleno, mantendo o percurso imaculado nos jogos fora de casa (até ao momento somaram seis triunfos em igual número de jogos como visitantes). Depois, a 11 de Maio, a equipa feminina despede-se da edição 2023/24 da prova, no Complexo Municipal de Atletismo de Setúbal, diante do Boavista.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -