23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Sadinos não resistem ao poderio leonino no Pavilhão Antoine Velge

Sadinos não resistem ao poderio leonino no Pavilhão Antoine Velge

Sadinos não resistem ao poderio leonino no Pavilhão Antoine Velge

Comandados de Luís Monteiro já estão focados no duelo de sábado com Belenenses

 

 

- PUB -

Em partida a contar para a terceira jornada da fase regular do Campeonato Placard Andebol 1 – I Fase 2023/24, o Vitória não evitou a derrota, por 41-26, no duelo travado sábado com o Sporting no Pavilhão Antoine Velge. Depois do adiamento dos jogos das duas primeiras jornadas, diante de Águas Santas e Marítimo, respectivamente, o duelo com os leões marcou a estreia dos sadinos na competição.

A realizar um campeonato 100 por cento vitorioso, o conjunto lisboeta cedo começou a impor o seu jogo, conseguindo após os primeiros cinco minutos arrancar para um triunfo em que esteve sempre na frente do marcador. A eficácia na zona de finalização do ponta islandês Orri Þorkelsson, que se sagrou o melhor marcador do jogo (10 golos), fez estragos assinaláveis na baliza sadina no primeiro tempo, período em que apontou sete golos.

Do lado do Vitória, o central Nuno Roque, de 36 anos, foi autor de nove golos e cotou-se como o homem com a pontaria maia afinada do lado dos setubalenses, tendo ficado a apenas um golo do jogador nórdico. No capítulo da finalização, o também veterano Cláudio Pedroso, de 37 anos, também esteve em destaque ao desfeitear o guarda-redes leonino em cinco ocasiões, no Pavilhão Antoine Velge.

- PUB -

Na segunda parte da partida, o Vitória nunca conseguiu recuperar e colocar em causa o triunfo do Sporting, que ainda conseguiu aumentar consideravelmente a diferença, apesar dos tentos celebrados no jogo por Diogo Campos, Alexandre Pereira e João Gamboa (todos com dois cada) e Gonçalo Valério, Rúben Calunga, Duarte Pereira, Vicgtor Talmazan, Artur Pereira e Felisberto Landim (todos com um), que se juntaram a Nuno Roque e Cláudio Pedroso como marcadores de serviço dos sadinos.

Já no Sporting, que partilha a liderança da competição com o FC Porto (nove pontos em três jornadas, Martim Costa (6), Edy Silva (4), Jan Gurri (4), Salvador Salvador (4), João Gomes (3), Pedro Portela (3), Benjamin Jakobsen (2), Edmilson Araújo (2), Étienne Mocquais (2) e Rafael Bravo (1) foram os atletas que também inscreveram o seu nome na ficha de jogo ao lado de Orri Þorkelsson, goleador-mor do embate travado em Setúbal.

Recorde-se que a equipa comandada por Luís Monteiro só no fim-de-semana se estreou no Campeonato porque o jogo da primeira jornada frente ao Águas Santas, em Setúbal, foi adiado para 4 de Novembro, enquanto a partida da segunda jornada, com o Marítimo, que também era para decorrer na cidade do Sado, estava previsto para 10 de Setembro foi reagendado para 25 de Outubro.

- PUB -

Refira-se que o duelo com o Marítimo, da segunda jornada, não se realizou devido a uma avaria mecânica no avião que ia transportar a comitiva madeirense para o continente. Por esse motivo, o Vitória não tinha, até ao passado sábado, entrado em acção no Campeonato Placard Andebol 1, depois de ter visto a partida do Águas Santas também ter sido marcada para o mês de Novembro.

 

Duelo com Belenenses no sábado

 

Depois da derrota do fim-de-semana com os leões, o Vitória (último classificado com um ponto em um jogo) vai agora defrontar o Belenenses, actual sétimo lugar (cinco pontos em três jornadas), em partida da quarta ronda do campeonato. No Pavilhão Antoine Velge, os sadinos vão procurar no sábado, a partir das 15 horas, estrear-se a ganhar em 2023/24 num duelo em que o apoio dos adeptos é importante para alcançar os três pontos.

Refira-se que na época anterior, o conjunto lisboeta terminou a prova na sexta posição, com 52 pontos, mais dois que os vitorianos que concluíram-na no nono posto. A diferença pontual na tabela atesta o equilíbrio que ser registou entre dos dois emblemas que, no confronto directo, também comprovaram esse mesmo equilíbrio em 2022/23 com um triunfo para cada lado.

A última vez que Vitória e Belenenses mediram forças, a 3 de Junho, os sadinos levaram a melhor, por 30-28. No confronto da 26.ª jornada, que encerrou o campeonato, os comandados de Luís Monteiro fecharam a época com um êxito numa partida em que Cláudio Pedroso, com 12 golos, foi a grande figura no Pavilhão Antoine Velge. Em destaque na finalização estiveram também Artur Pereira e João Gamboa, ambos com quatro golos cada, e João Ferreira (três).

Já na primeira volta, a contar para a 13.ª jornada, os azuis venceram no Pavilhão Acácio Rosa, por 31-26., num duelo em que os golos marcados por Artur Pereira, Rafael Paulo, Nuno Roque e Jan Kleineidam (todos com quatro golos cada) foram insuficientes para evitar o desaire frente do oponente que os setubalenses vão ter sábado pela frente numa partida que tem transmissão em A Bola TV.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -