9 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
Sadinos consolidam primeiro lugar após triunfo no Barreiro sobre o Fabril

Sadinos consolidam primeiro lugar após triunfo no Barreiro sobre o Fabril

Sadinos consolidam primeiro lugar após triunfo no Barreiro sobre o Fabril

Brasileiro Heliardo fez o único golo da partida, aos 12 minutos, no Estádio Alfredo da Silva

 

Um golo solitário apontado no sábado pelo brasileiro Heliardo, aos 12 minutos, permitiu ao Vitória ganhar (1-0) no Estádio Alfredo da Silva, no Lavradio, o duelo entre históricos diante do Fabril. O resultado alcançado na partida inaugural da 12.ª jornada da série D do Campeonato de Portugal, prova que os sadinos lideram isolados, reflecte a superioridade que os comandados de José Pedro tiveram nos 90 minutos sobre o conjunto do concelho do Barreiro.

Apesar da conquista dos três pontos num jogo que foi presenciado por cerca de meio milhar de adeptos setubalenses, a equipa não teve eficácia para construir um resultado mais robusto quando chegou a zonas de finalização. Por esse motivo, diante de um adversário que nunca deixou de procurar a igualdade, o Vitória ainda apanhou um susto quando, aos 66 minutos, Seidi ficou na cara de Tiago Neto e só não marcou devido a uma defesa de recurso do guardião.

Depois de um par de empates nas últimas deslocações fora de portas – 1-1 com Sintrense e Juventude de Évora –, o emblema de Setúbal voltou a reencontrar-se com os êxitos na condição de visitante. Em relação ao confronto anterior (2-0 na recepção ao Oriental), José Pedro lançou no onze Banjai, Flavinho e Heliardo para os lugares de Mauro Antunes, Daniel Carvalho e Diogo Sequeira.

Do lado dos barreirenses, João Fonseca foi a única alteração efectuada por António Pereira, treinador que se tinha estreado na ronda anterior com um empate (2-2) na casa de O Elvas. Foi precisamente dos pés do médio, de 23 anos, que saiu o primeiro lance de perigo da partida num remate de fora da área de João Fonseca que o guardião Tiago Neto desvia para canto quando o cronómetro assinalava oito minutos de jogo.

O Vitória não tardou a responder à ameaça e fê-lo da melhor forma possível, aos 12 minutos, momento em que Heliardo inaugurou o marcador num remate certeiro no interior da área. Após assistência do compatriota Flavinho, o avançado brasileiro Heliardo, de 31 anos, recepcionou a bola de primeira com o pé de direito e rematou com o pé contrário para o 1-0 dos setubalenses.

A ganhar por 1-0, a equipa de José Pedro não sentiu dificuldades em gerir a vantagem no primeiro tempo, período em que todos os lances de perigo tiveram como palco a área defendida pelo Fabril. Aos 34 minutos, Flavinho errou o alvo depois de um primeiro alívio de um defesa contrário, mais tarde, aos 40, foi a vez de Zequinha disparar sobre o alvo depois de uma assistência de Joel Monteiro.

 

Ineficácia impede 2-0 antes do intervalo

 

Instantes antes de o árbitro apitar para o intervalo, aos 45+1 minutos, depois de uma assistência de Heliardo que deixou Caleb em posição privilegiada, o médio ameaçou ampliar a vantagem num remate com pouca força, que permitiu a defesa do guarda-redes dos barreirenses, que manteve a desvantagem dos anfitriões pela margem mínima no Estádio Alfredo da Silva.

Em desvantagem no marcador, o Fabril reagiu no segundo tempo e conseguiu passar mais tempo no seu meio-campo ofensivo, acercando-se com algum perigo da baliza defendida por Tiago Neto. Para ganhar mais fulgor no ataque, José Pedro lançou, aos 62 minutos, Daniel Carvalho e Diogo Sequeira, jovens da formação que entraram para os lugares de Flavinho e Zequinha, respectivamente.

A entrada de ambos deu maior dinâmica à equipa sadina que conseguiu voltar a chegar com algum perigo à área do Fabril, oponente que respondeu, aos 66, com a melhor oportunidade que dispôs em todo o encontro por intermédio de Seidi, atacante que teve tudo para empatar o jogo num lance em que ficou na cara do guardião que impediu com uma defesa de recurso com o pé esquerdo o tento da igualdade.

Depois de uma fase sem lances de perigo, os vitorianos responderam em lances em que Daniel Carvalho e Diogo Sequeira intervieram. Decorria o minuto 80 quando o primeiro rematou fraco para defesa segura do guarda-redes do Fabril, após lance desenvolvido na direita por Diogo Sequeira e Joel Monteiro. Volvidos seis minutos foi a vez de Diogo Sequeira visar a baliza num remate que saiu sobre a baliza.

Já com Francisco Ascenso e Pedro Catarino na equipa sadina, que entraram aos 87 para os lugares de Tiago Duque e Heliardo, respectivamente, os sadinos viram antes do final do encontro o Fabril fazer, aos 90+2, uma derradeira tentativa para evitar o desaire. Jovani fez um cruzamento-remate na direita e obrigou Tiago Neto a defesa atenta para canto, segurando o triunfo dos forasteiros, por 1-0, num jogo em que Diogo Balau, que subsituiu Ézio Pinto, ainda foi a jogo aos 90+4.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -