7 Julho 2024, Domingo

- PUB -
Preparar equipa para evitar repetição de erros que ditaram desaire com Oliveirense

Preparar equipa para evitar repetição de erros que ditaram desaire com Oliveirense

Preparar equipa para evitar repetição de erros que ditaram desaire com Oliveirense

Mau desempenho na 2.ª parte obriga a reflexão no grupo de trabalho liderado por Filipe Moreira

 

Depois da derrota de domingo, por 2-1, no reduto da Oliveirense, o Vitória FC tem agora duas semanas para preparar o confronto da 2.ª jornada da série 2 da fase de apuramento para o play-off da Liga 3, agendada para 3 de Março, diante do Sp. Braga.

- PUB -

Antes de se debruçarem sobre o próximo oponente, a prioridade do treinador Filipe Moreira vai ser avaliar com os atletas o que correu mal, sobretudo na segunda parte, do duelo em Oliveira de Azeméis.

Recorde-se que no Estádio Carlos Osório, os sadinos entraram melhor no encontro e adiantaram-se no marcador à passagem do oitavo minuto com um golo de José Varela, extremo que teve a possibilidade de ampliar a vantagem ainda antes do quarto de hora do jogo.

A reacção dos anfitriões não tardou e só não conseguiram repor a igualdade antes do intervalo devido a um par de excelentes intervenções do guardião João Valido.

- PUB -

A quebra de rendimento verificada no conjunto do setubalense foi gritante no segundo tempo, período em que a Oliveirense entrou determinada a alterar o rumo dos acontecimentos.

Perante a apatia do Vitória, o golo do empate chegou, sem surpresa, aos 57 minutos, através de Raniel, central que foi à área contrária ganhar nas alturas um lance entre três opositores, cabeceando para o 1-1.

Reposta a igualdade, coube a Tiago Duque, que já por várias vezes tinha testado a atenção do guarda-redes vitoriano em remates de meia distância, desempenhar o papel de herói. Aos 65 minutos, o lateral-esquerdo aproveitou uma defesa incompleta de João Valido para encostar para o tento da reviravolta. Mais do que a fragilidade defensiva evidenciada nos sadinos, sobressai a incapacidade de levar perigo à área contrária.

- PUB -

Sinal inequívoco desse aspecto, que tem de ser melhorado no futuro para que a equipa possa criar oportunidades flagrantes de golo nas cinco finais que restam, é o facto de só por uma vez terem obrigado o guarda-redes Nuno Silva a aplicar-se para evitar o golo, aos 90+3 minutos. A tentativa de chapéu feita por Zequinha já em período de compensação é esclarecedor da inoperância atacante dos verdes e brancos na partida.

Nas sessões de trabalho que o treinador Filipe Moreira vai orientar nos próximos dias, no Estádio do Bonfim e no Complexo Desportivo Municipal do Vale da Rosa, a equipa vai preparar a estratégia a colocar em prática no duelo que se realiza a 3 de Março, pelas 15 horas, em Setúbal, frente ao Sp. Braga. Recorde-se que os minhotos, que se estrearam ontem de noite na fase de subida frente ao U. Leiria, terminaram a série A da Liga 3 na 3.ª posição.

Triunfo na 1.ª Divisão da AF Setúbal

A contar para a 27.ª jornada da 1.ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Setúbal, o Vitória ganhou, por 3-1, ao Charneca da Caparica. Os três pontos somados domingo no Campo Municipal Júlio Adrião permitiram aos comandados de Paulo Martins atingir a fasquia dos 49 pontos, registo que mantém a equipa na sexta posição a par do Moitense e a um ponto de distância do Águias de Moura.

O êxito dos setubalenses acontece depois de duas jornadas sem vencerem – derrota 2-3 com Olímpico do Montijo e empate (0-0) com o vizinho Comércio e Indústria – e antecede a deslocação que terão no fim-de-semana ao reduto do Palmelense. No campo Cornélio Palma, o Vitória vai ter pela frente o actual 10.º classificado, com 32 pontos, que chega a este encontro moralizado pelo triunfo (1-3) obtido domingo com o Cova da Piedade B.

Sub-17 Sadinos fora da 3.ª fase por diferença de golos

Apesar de ter terminado a 3.ª fase (play-off) com os mesmos sete pontos do Belenenses, a equipa de futebol de sub-17 do Vitória falhou o objectivo de ser 1.º classificado devido à diferença de golos. Os sadinos marcaram 7 golos e sofreram 2 (saldo positivo de 5 golos), enquanto os lisboetas e fizeram 8 e sofreram 2 (saldo positivo de 6 golos).

Recorde-se que a equipa sub-17 iniciou o play-off de acesso à fase final do Campeonato Nacional de Juvenis na quarta-feira com uma vitória, por 2-0, frente aos açorianos do União Micaelense. Nessa partida, Rodrigo Grenha e André Gomes foram os marcadores de serviço dos setubalenses.

Na sexta-feira, a contar para a 2.ª jornada da play-off, Vitória e Belenenses empataram (1-1). O tento dos verdes e brancos foi da autoria de Bernardo Afonso. A igualdade manteve os dois clubes na frente da tabela, com quatro pontos cada, e adiou para a derradeira jornada a realizar domingo, dia em que os sadinos defrontaram o Marítimo e os azuis o U. Micaelense.

Os golos de Afonso Carvalho (2), André Gomes e Simão Rodrigues permitiram ao Vitória ganhar 4-1 aos madeirenses, mas o resultado foi insuficiente para assegurar o 1.º posto, uma vez que o Belenenses goleou (5-0) o conjunto açoriano da ilha de São Miguel.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -