23 Maio 2024, Quinta-feira

- PUB -
‘Globetrotter’ sadino do futebol de praia voa de novo para Miami

‘Globetrotter’ sadino do futebol de praia voa de novo para Miami

‘Globetrotter’ sadino do futebol de praia voa de novo para Miami

Jogador vai representar californianos do Ocean Beach Soccer Club na Liga Nacional de Futebol de Praia

 

 

- PUB -

Pelo terceiro ano consecutivo, Nuno Tavares, antigo jogador de futebol de praia do Vitória, vai aos Estados Unidos da América (EUA) participar no torneio internacional da Liga Nacional de Futebol de Praia (NBSL), que decorrerá em Miami, de 19 a 21 de Janeiro. O ‘globetrotter sadino’, como já é conhecido o atleta de 48 anos, vai na Florida abraçar um novo projecto, desta vez representando a equipa californiana do Ocean Beach Soccer Club.

Com várias experiências a representar clubes de futebol de praia portugueses, italianos, espanhóis, canadianos e estado-unidenses, ex-internacional setubalense prepara-se agora para abraçar um projecto desafiante num emblema, reconhecido pelo seu trabalho nos escalões de formação, e que agora está em processo de expansão na modalidade com a apresentação de uma equipa sénior num evento de referência no continente americano.

O jogador que no ano passado vestiu as cores dos transalpinos do Bolonha, dos canadianos do Canadá BSC e do São Domingos, clube da terra natal, não esconde a sua satisfação por poder continuar a fazer o que mais gosta ao mais alto nível. “Estou muito feliz pelo convite em representar o clube e pela oportunidade de poder jogar neste torneio de classe mundial que tem vindo a crescer nos últimos anos”.

- PUB -

Antes de integrar o plantel do Ocean Beach Soccer Club, emblema sediado no estado da Califórnia, Nuno Tavares há tinha na NBSL envergado a camisola do Toronto Beach Soccer (2022) e o Team Canada Beach Soccer (2023). “Desde 2012 que tenho jogado em torneios internacionais nos Estados Unidos, as pessoas ligadas aos clubes conhecem-me bem e sabem o que ainda posso dar dentro e fora do campo pelo que enquanto me sentir útil irei continuar”.

Instado a fazer um balanço das suas experiências de competição nos Estados Unidos, o ‘globetrotter sadino’, de 48 anos, é peremptório. “É um país incrível e com uma grande evolução no futebol de praia mundial. A juntar a isto, Miami é uma cidade fascinante. Tenho a certeza que será mais uma experiência enriquecedora para a minha carreira”, sublinhou o jogador que ao longo da sua carreira somou quase meia centena de internacionalizações por Portugal.

Ainda sobre o torneio, Nuno Tavares vincou a evolução que a modalidade está a ter nos EUA e lembrou que estrão em prova atletas e equipas de diferentes proveniências. “A selecção dos Estados Unidos estará presente no próximo mundial, logo aí vê-se o trabalho que têm feito. É um torneio muito competitivo, pois estarão presentes os melhores clubes americanos da modalidade, do Peru, El Salvador e Bahamas”.

- PUB -

Em relação ao objectivo seguinte, o setubalense, que vaticina “um bom torneio” e faz questão de “agradecer ao Ocean Beach Soccer Club a confiança” nele depositada, diz ser difícil actuar no campeonato português em 2024, tal como fez no ano anterior ao serviço do São Domingos, mas não exclui nenhuma possibilidade. “Ainda é cedo para decidir. Tenho o campeonato italiano e outros torneios internacionais até ao fim do ano, pelo que irá depender dos projectos que surjam mas creio que será difícil jogar em Portugal este ano.

Partilhe esta notícia
- PUB -

Notícias Relacionadas

- PUB -
- PUB -